sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Kamen Rider Wizard - o duplo final


Acabei de ver os episódios 52 e 53 de Kamen Rider Wizard. Como falei pra vocês há algum tempo, eu tinha parado de assistir no episódio 21 e ainda pretendo recuperar neste ano, sem muita pressa. Pulei pra ver esse duplo final por ser um epílogo que trouxe, de alguma forma, os Riders da atual era Heisei.

Como a Toei gosta de fazer um "estrago" quando se trata crossover entre os Heisei Kamen Riders, esse não foi muito diferente. Foi um fanservice regular apenas. Tudo começa quando Harutô Soma ouve um pedido de socorro de uma criança e encontra uma pedra mágica no meio da praia. Harutô é levado pela pedra a um mundo alternativo, onde havia o Kaba-chan e seu assistente já idosos. Também tinha versões adolescentes de Rinko e Shunpei. O tal mundo é dominado pelos monstros derrotados pelos Heisei Riders (dos Grongis aos Zodiarts). Quem aparece para defender o mundo são os nossos heróis... invocados por uns Rider Rings. Quem está no poder dos anéis é um garoto e uma menina, que depois é revelado ser uma versão alternativa de Koyomi naquele universo.

A partir daí os dois pirralhos são perseguidos pelos monstros, que estão sob o domínio do -- carnavalesco -- Amadum (lê-se: Amadam), que está para transformar os meninos em monstros. No meio da confusão, as crianças pedem ajuda a alguém do outro universo. Daí surge o Kamen Rider Gaim que atendeu o pedido de ajuda. No meio do quebra-pau, Amadum ataca e é derrubado por Wizard e os demais Riders, incluindo o secundário Kamen Rider Beast alternativo. Tsukasa Kadoya, o Decade, teve uma participação meio apagada, mas ajudou o Harutô no último episódio. Os dois se unem aos demais Riders para darem uma boa surra em Amadum. Até o Gaim volta de novo e não fica de fora dessa.

Percebe-se que foi um crossover feito nas coxas pra cumprir tabela. Não chega ser um horror como nos últimos Movie Taisen. Foi um encontro básico que não tinha pretensão nenhuma de seguir à risca. A tendência vai ser essa mesma pra todo o sempre. A culpa? A gente bota no Decade.

Um comentário:

  1. oq mais me deixa bolado é q o Haruto larga a esfera cheia de monstros derrotados por ai, tipo, nada garante q os monstros n consigam fugir. O Haruto podia mt ter, no minimo, guardado akela pokebola de monstros derrotados com um selo magico.

    ResponderExcluir