terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Comparação sobre "raíz" e "Nutella" prova o quão ainda temos que aprender com o tokusatsu

Não tenha vergonha desse Rider

Outro dia alguém me perguntou se eu sou um "tokufã de raíz" ou um "tokufã Nutella". Eu respondi imediatamente que nem um nem outro. Sou apenas um cara que tokusatsu, procura aprender com os heróis, gosta de pesquisar sobre o assunto e que eu não tenho essa frescura com diferença de geração pra acompanhar uma série ou um filme. Independente de época e efeitos especiais.

Me segurei pra não ter que escrever esse tipo de texto, mas vejo que uma brincadeira chata se tornou um pretexto absurdo de rebaixar o próximo. Tipo, por tudo agora alguém se intitula "fã de raiz" pra dizer, por exemplo, que nunca assistiu um Kamen Rider "feira da fruta" (perdeu uma grande série, minhas condolências). E por aí adentram debates que sempre quase sempre acabam em briga desnecessárias. Infelizmente o nicho do tokusatsu no Brasil não é um bom lugar ou, digamos, não tem maturidade pra lidar com diferentes opiniões e coisas afim. Claro que isso não se aplica a todos.

Por partes: não me considero "de raíz", pois quem é de verdade veio da geração acima da Manchete. Aquela das primeiras exibições de National Kid, Ultraman, Esper, Príncipe Dinossauro, Vingadores do Espaço, Ultra Seven, Spectreman, Robô Gigante e tantos outros clássicos que passaram no Brasil antes de Jaspion, Jiraiya e cia. E aderir ao novo e/ou buscar uma atualização não me faz ser um "Nutella" da vida ou algo do tipo. Bobagem. Sou da era Manchete, o que não quer dizer que fiquei parado no tempo. Apesar do tempo corrido, sempre busquei me informar sobre outras séries do gênero que não passaram pela extinta emissora carioca. E acredito que um bom fã de tokusatsu que se preze vai atrás, sem se prender ao passado nem rejeitar outras eras achando que só os heróis dos tempos da Manchete ou da Tupi é que são os melhores.

Na boa, esses rótulos só atrapalham o nicho e afastam novos fãs que querem conhecer esse universo dos monstros de borracha. Não é isso que aprendemos com os heróis do tokusatsu. Ainda temos muito que amadurecer, deixar de lado a meninice de aluno de quinta série e começar a enxergar o estilo que tanto gostamos com um olhar de um adulto. É um bom começo.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Novo trailer de Power Rangers cita Homem de Ferro e Homem-Aranha

Os heróis de Alameda dos Anjos (Foto: Divulgação)

A Lionsgate liberou mais um trailer de Power Rangers. Neste vídeo de apenas um minuto temos uma breve menção ao Homem de Ferro e ao Homem-Aranha (sem relação direta aos heróis da Marvel, obviamente). Aqui vemos também um misto de cenas de ação e comédia. Confira:



Power Rangers estreia em 23 de março aqui no Brasil. O roteiro é do trio Ashley Miller, Zack Stentz e John Gatins, e direção de Dean Israelite.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Fábio Jr. volta a cantar "Alma Gêmea" em vídeo promocional de Santa Clarita Diet

Com certeza você conhece a música "Alma Gêmea", né? O clássico do Fábio Jr. já foi tema de novela da Globo com o mesmo título. E agora volta a ser tema, só que de Santa Clarita Diet. A mais nova série exclusiva da Netflix, que tem Drew Berrymore como estrela principal e é uma comédia de terror. Bem, nunca "Alma Gêmea" teve tanto sentido quanto agora. Assista o vídeo e comprove:

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Silvio Santos, o pai do tokusatsu no Brasil?

Silvio jamais trouxe alguma série tokusatsu por estas bandas

Essa é nova pra mim e pra todo mundo também, né? Onde já se ouviu falar que Silvio Santos foi quem trouxe National Kid para o Brasil? Pois é. É o que diz esse meme aí acima. Obviamente que isso é uma piada de muito mal gosto (apesar de ser engraçadíssimo) e tem gente que infelizmente está caindo feio e tomando como fato.

A título de curiosidade: o nome do provável representante das primeiras produções japonesas no Brasil atende por Noriyoshi Yamashita. E não o nosso querido "patrão". O sr. Yamashita foi o mesmo responsável pelo licenciamento do anime O Oitavo Homem por aqui nos anos 60.

A título de curiosidade 2: É preciso que se diga que National Kid, a primeira série tokusatsu a vir pra cá, estreou na extinta TV Rio (hoje RecordTV Rio) em 1964. E não na Globo em 1966. O horário era às seis da tarde.

A princípio pode ser engraçado, mas esses tipos de memes - sejam pra brincar ou até mesmo pra trolar - não são legais e só atrapalham o nosso nicho. Fique esperto e questione.

PS: Agradecimentos aos grandes Matheus Mossmann (Dyna Black) e Danilo Modolo (TokuDoc) pelas informações corretas.

Time do Sétimo Universo só dá vergonha em novo arco de Dragon Ball Super

Goku e Satan entram no torneio bem atrapalhados (Foto: Reprodução/Crunchyroll)

O novo arco de Dragon Ball Super, Universe Survivor, começou há uma semana e este segundo episódio deixou claro a proposta desse novo torneio, que reúne todos os doze universos. Zen'oh, a (pequena) divindade que teve a amizade de Goku conquistada, definiu que vai eliminar cada universo que perder. Sendo que apenas um sobreviverá no final das contas.

O time do Sétimo Universo está praticamente formado. E no episódio deste domingo (12) alguns integrantes deram muita vergonha. Goku exagerou com toda sua informalidade e irreverência para com Champa, o deus do Sexto Universo. Sem contar que sua ingenuidade sobre Zen'oh se iguala a uma criança de dez anos. Quem se atrapalhou também foi Mr. Satan, que não tem poder nenhum (ao contrário do que o seu público fiel pensa) e não podemos esperar nada além de mais trapalhadas. Além de Majin Boo, o primeiro a defender o time e começou a batalha dormindo. Talvez esteja preparando algum poder, mas deve também ter suas presepadas.

E assim começa mais um torneio em Dragon Ball Super. Este provavelmente será o último arco, considerando que o final está previsto para junho.

PS: Gostei bastante do novo tema de encerramento da série. Seu título é "Genkai Toppa x Survivor", cantado por Kiyoshi Hikawa. Só que o atual tema de encerramento, "Aku no Tenshi to Seigi no Akuma", da banda THE COLLECTORS, ainda não sai da minha cabeça. Esta é a minha música favorita de Dragon Ball Super até agora.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Tsuburaya inverte a cronologia na série de Ultraman Zero

A primeira aparição cronológica de Ultraman Zero (Foto: Reprodução/Ultra Channel)

Neste fim de semana foi ao ar o final da saga de A Vingança de Belial na série Ultraman Zero THE CHRONICLE. Este foi o segundo filme focado no filho do cinquentão do ano, o Ultraseven e foi lançado no Japão em 2010 (e lançado no Brasil em DVD pela Focus Filmes, além de passar nos canais Max, Netflix e Looke). A partir da próxima semana segue o mesmo formato episódico de filme. E a próxima saga será o filme Mega Batalha na Galáxia Ultra. Só que aí é entranho porque este filme de 2009 (também lançado no Brasil pelos mesmos meios citados acima) acontece antes de A Vingança de Belial.

Não dá pra entender o motivo da Tsuburaya ter invertido a ordem. Teria mais sentido com a cronologia correta.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

TokuDoc responde sobre mal entendido com cotonete e bicho preguiça

Danilo na edição do News desta sexta (10) (Foto: Reprodução/TokuDoc)

Na edição anterior do TokuDoc News, meu amigo Danilo Modolo deu uma puxada de orelha para quem vive reclamando de não ter novas séries tokusatsu e assiste tais séries num YouTube da vida. Obviamente ele se referia a exibições não-oficiais de séries legalizadas no Brasil. Naquele momento se instaurou um mal entendido e parte do público achou que Danilo estava contra as fansubs (detalhe: o termo nem foi mencionado no vídeo de janeiro) e coisas do tipo. Faltou atenção de quem se apressou pra julgá-lo.

Ele replicou a tal polêmica com seu bom humor de sempre e muita transparência. É fato que boa parte dos fãs brasileiros de tokusatsu acabam não aderindo a materiais oficiais. Em tempo, o quadro está dando sinal de mudança e vários sites de download estão deixando de disponibilizar materiais legalizados - no Brasil - sem permissão. Agora focando em materiais que não tem mais direitos por aqui e também nos que nunca tiveram. O que é justo pra todo mundo e isso com certeza dará sinais positivos.

No final desta última edição, Danilo estendeu a mão para as fansubs e se ofereceu a fazer mais um vídeo de indicações de séries inéditas. O legal é que o pequeno debate esclareceu muita coisa, derrubou mais esse mito e abriu a mente dos espectadores do canal sobre a valorização do estilo que a gente tanto gosta. Tivemos uma "invasão" de um bicho preguiça e teve até cotonete. Um lance ótimo e descontraído. Entendedores entenderão, né?

E segue a vida de boa e sem desavenças como nossos heróis sempre nos ensinaram.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Sato Company lança canal oficial de tokusatsu

Jaspion e MacGaren ganham nova opção oficial no Brasil

Uma grata surpresa da Sato Company para os fãs de tokusatsu. A distribuidora lançou nesta sexta (10) um canal oficial via YouTube dedicado exclusivamente às séries do estilo. No canal Tokusatsu TV você encontra oficialmente episódios de National Kid, Jaspion, Changeman, Flashman, Jiraiya e Jiban.

Além de você escolher episódios destas séries para assistir quando quiser, o espectador pode acompanhar um live com uma maratona de cinco horas de duração, que acontece todas as sextas a partir das 11h da manhã.

Veja aqui para se inscrever gratuitamente no canal (clicando no botão vermelho).

Assista a maratona:

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Kiba Ranger como antecessor de Justin? Era só o que faltava

Dá pra dizer que ele tá crescido?

Se você acompanha as novidades das séries tokusatsu deve saber que em Kyuranger, o novo Super Sentai que estreia no domingo que vem, tem mais dois integrantes confirmados para os próximos meses. Um deles atente pelo codinome Sky Blue e será uma criança que cresce ao se transformar. Assim como Justin, o azul de Power Rangers Turbo (série de 1997).

Pois bem. Eis que nas redes sociais surgiu uma confusão entre parte do público que diz que Kiba Ranger - de Dairanger (1993) - foi o primeiro herói mirim a crescer ao se transformar. Não sei se essa parte do público assistiu mesmo Dairanger pra afirmarem tal absurdo.

Na realidade ele não cresce e continua do mesmo tamanho. O dublê de Kiba Ranger é Minoru Watanabe. Ele tem 1,58m de altura. Praticamente a altura de uma criança de 12 anos, idade do ator Hisashi Sakai quando vivia Koh/Kiba Ranger (que tinha 10 para 11 anos).

Em tempo: Justin é historicamente o primeiro Ranger criança a se transformar em tamanho adulto. Quanto ao Koh, é o primeiro Ranger criança e somente isso. Um pouquinho de pesquisa faz bem antes de falar qualquer coisa por aí na net.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Repentinas reprises de Cavaleiros e Dragon Ball na Rede Brasil ainda são furos que não convencem ninguém

Evê Sobral e convidados (Foto: Reprodução/Rede Brasil)

No começo desta semana a Rede Brasil "resetou" as exibições de Os Cavaleiros do Zodíaco e Dragon Ball Z. Ambas são exibidas na faixa das oito da noite via Rede Brasil. E quem estava esperando o desfecho das respectivas sagas das 12 Casas e de Ginyu teve que se contentar em ver as séries desde o início mais uma vez. A comoção foi tanta que a Rede Brasil teve que esclarecer na noite de terça, durante o programa do Evê Sobral, sobre o caso.

Lá foi alegado que as reprises foram exigências da própria Toei Animation. Não vou e nem quero entrar no mérito da questão de quem foi que partiu a ideia. O problema é que, seja do canal ou do próprio estúdio japonês, a decisão é obscura demais. Ainda que houvessem comparações com temporadas de séries americanas e com a velha tradição a la Manchete em parar uma série em andamento para voltar ao começo, isso não convence.

Quem acompanha o formato da TV japonesa sabe que isso é bastante incomum. Toda reprise que começa nos canais de lá seguem até o fim. Tudo bem que no Japão as exibições costumam ser semanais (e não diários como é cultural no Brasil). É só ver, por exemplo, a atual reprise de Dragon Ball Z no canal metropolitano Tokyo MX. Por lá é exibido um episódio a cada terça-feira (também em horário nobre e bem mais tarde) desde julho de 2013. Atualmente está no episódio 184 e não deve parar pra voltar ao início de tudo. Muito pelo contrário, a previsão pra acabar é para o início de 2019. Junto com DBZ acontece uma dobradinha com as séries Gundam, que são substituídas por reprises de outras séries da franquia assim como acontece com as novelas.

Falando em reprise, foi mencionado no programa que isso tinha sido avisado. Só que se não me falha a memória, Evê Sobral deu a entender naquele programa comemorativo de outubro passado que as reprises seriam em horário alternativos e que estas poderiam entrar na programação. Não se falou em voltar ao início como acontecia na Manchete.

Seja lá de quem partiu essa ideia, a novela das inesperadas reprises começou com aquele furo clássico de roteiro que não convence nem uma criança de cinco anos. Vai entender, né?

PS: Marcos Tolentino, de boa, eu tenho o que fazer e pago minhas contas. Só pra constar. ;)