quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Mr. Satan, o lutador covarde que dava medo às donas de casa

O suposto "salvador" da Terra era um baita dum medroso

Nesses dias, assistindo o Dragon Ball Kai (versão remasterizada em HD de Dragon Ball Z), eu fiquei prestando atenção nas presepadas do personagem Mr. Satan. Lembro que na época em que a série original passava nas manhãs da Globo, tinha muita mãe de família que tomava um baita dum susto e se descabelava ao ouvir o nome do suposto herói da Terra. Daí, numa época em que a internet não tinha ainda uma ascensão forte de informações que temos hoje, uma parcela de religiosos tentava associar o personagem ao diabo e criavam (involuntariamente) lendas urbanas, onde pregavam uma corrente que afirmava que o anime tinha certos "pactos". Coisa que até hoje, pra quem só viu apenas um episódio isolado de DBZ, ninguém conseguiu provar.

Pra quem não sabe, Mr. Satan era um lutador de artes marciais que um dia se meteu a enfrentar o terrível androide Cell. Depois de uma dura batalha, quem venceram mesmo foi Goku (que morreu no final da saga) e o seu filho Gohan. Com isso, quem ficou com toda a fama foi Satan (o lutador, mói), com toda a sua pose de canastrão. Na saga de Majin Boo, enquanto os Z Fighters estavam de molho depois apanhar feio do novo vilão, eis que aquele que era considerado pela população como "o herói que salvou a Terra" teria que bater de frente contra o gorducho cor de rosa. Como sabia que jamais ele poderia ir contra ele, o Satan foi na camaradagem e conquistou a amizade de Boo. Mesmo com toda a covardia que tinha.

Mr. Satan era o personagem mais fraco da série e era um dos mais engraçados, se formos prestar bem atenção. A graça estava nele improvisar em situações de extremo perigo e sempre sair ileso. Trocando em miúdos, o tal herói não passava de um poser que se gabava de um potencial que não tinha. Não mais que isso.

Ainda assim é estranho o nome do personagem, mas há uma explicação curiosa pra isso. Independente de justificar ou não, o fato é que Akira Toriyama se baseou na luta livre, onde o nome "Satan" é usado tipicamente para um específico lutador do esporte. Segundo o livro Dragon Ball: Super Exciting Guide, o nome verdadeiro do personagem é Mark. Nome dado às pessoas que acreditam na realidade dos combates de luta livre. Pela pronuncia em japonês, "Mark" é pronunciado - sem romanização - como "Maaku" (マーク), que coincidentemente poderia formar a palavra "akuma" (demônio em japonês) se invertermos as silabas.


Isso já faz cair todo um mutirão de balelas que falavam no início dos anos 2000 sobre mensagem subliminar, teoria da conspiração, acusações de satanismo e coisas do tipo. Cai também outra lenda urbana no meio otaku de que Toriyama teria feito um anagrama com a palavra Santa (de Santa Claus/Papai Noel) e ter saído o nome do personagem. Falta de informação tamanha que fez com que todo esse pânico não passasse de uma piada.

Enfim, apesar das paródias feitas por Toriyama, isso não faz com que Dragon Ball seja um anime/mangá "satânico", como foi pregado por incautos desavisados na época.

Nenhum comentário:

Postar um comentário