terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Andrew Garfield era tão ruim para ser o Homem-Aranha?

O assunto no momento, no mundo do cinema, é quanto a saída de Andrew Garfield na franquia dos filmes O Espetacular Homem-Aranha. Isso pode


Emma Stone e Andrew Garfield como
Gwen Stacy e Peter Parker
ser um resultado de vários problemas entre a Marvel e a Sony, pelo fato do segundo filme não ter tido o retorno esperado. Cogita-se até na possibilidade da franquia sofrer outro reboot e até ser negociada para a Disney. Nada confirmado ainda, de fato. É normal esse tipo de especulação surgir nessas horas.

Sem Garfield no elenco, a franquia poderia, provavelmente, ser descontinuada. É mais um clima estranho de altas mudanças quanto à imagem do herói nas telonas. Assim foi com a saída de Tobey Maguire, da primeira trilogia do amigo da vizinhança e não será diferente.

Poderíamos até nos perguntar se Andrew Garfield seria um péssimo ator pelo fracasso de O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro. Muito pelo contrário. O ator deu um novo tom para o papel de Peter Parker com o passar das recentes produções. Um pouco mais sarcástico e sem perder o seu lado emocional. Quem acompanhou de perto os dois filmes, devem ter se impressionado com a interatividade do ator com a atriz Emma Stone, a Gwen Stacy da trama, que é a sua namorada na vida real. Química que fluiu e funcionou.

O Espetacular Homem-Aranha tinha tudo pra render ótimas histórias. Talvez bem melhores e mais construídas que a trilogia estrelada por Maguire. Uma pena que o público não curtiu tanto, apesar da grande expectativa com a prematura morte de Gwen em algum ponto da história. E sim, foi estranha a primeira impressão de ver o Aranha sendo interpretado por outro ator. Mas a sequencia que vimos no meio deste ano mostrou que tinha potencial pra seguir em frente.

Resta-nos aguardar o final da novela para saber qual o destino do Aranha para o cinema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário