sexta-feira, 17 de outubro de 2014

The Flash começa dignamente e premissa garante uma boa trama

Flash já está no ar na TV brasileira

Nesta quinta-feira (16) estreou pela Warner Channel Brasil uma das séries mais aguardadas da temporada 2014-15, especialmente se tratando do gênero super-herói. The Flash teve uma boa estreia e o piloto mostra que, por si só, a série já consegue passar simplicidade, carisma, e contágio ao telespectador com boas doses de ação/investigação/romance. Fatores energizantes para um início de um importante título que recomeça todo um ciclo.

A série já era aguardada desde a aparição de Barry Allen no episódio 8 da segunda temporada de Arrow intitulado "The Scientist" - exibido nos EUA em 4 de dezembro de 2013. O ponto de partida da série se dá logo após a passagem do jovem investigador em Starling City. Voltando para sua cidade, Central City, onde trabalha como assistente forense, Barry é atingido por um estranho raio e passou nove meses em coma - justificando o tempo de hiato do personagem na TV americana.

Em meio ao seu despertar, Barry conhece o Dr. Harrison Wells - que é seu fã e o acolheu em sua inconsciência - e seus assistentes Dra. Catlin Snow (futuramente conhecida como Nevasca) e Cisco Ramon (futuramente como Vibro). Tem que lidar com seus novos poderes (velocidade, é claro) e com os "metahumanos" criados a partir da tempestade que atingiu Central City. O seu primeiro oponente é Clyde Mardon (Mago do Tempo).

O piloto amarra pontas importantes na vida de Barry. Como o passado de sua família onde seu pai, Henry Allen, é acusado pela morte da esposa. Destaque mais que merecido para o ator John Wesley Shipp, o Flash da série de 1990, que agora vive como o pai do herói.

Como um spin-off de Arrow, já no primeiro episódio tivemos uma breve aparição de Oliver Queen/Arqueiro Verde em um importante diálogo que inspira Barry a ser um representante da justiça em sua cidade.


A belíssima atriz afro-americana 
Candice Patton interpreta Iris West

Pra quem curte uns lances sobre romantismo (como este blogueiro aqui), o amor platônico de Barry por sua melhor amiga Iris West, filha do Detetive Joe West, é bem consistente. Só que o rapaz acabou perdendo a moça para o policial Eddie Thawne (cujo nome original é Eobard Thawne, o alter-ego de Flash Reverso e Professor Zoom). A trama deste núcleo afetivo vale também pelo colírio da belíssima atriz Candice Patton na pele de Iris.

Flash começa num momento importante onde a DC Comics investe pesado em séries de TV como as estreantes Gotham, Constantine (no aguardo ainda para estrear nos EUA e no Brasil) e a veterana Arrow. Fazendo dobradinha com Supernatural nas noites de terça do canal The CW e antecedendo o horário do já arquejado Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D., cujo é exibido no famoso "canal do alfabeto" ABC. Resta-nos esperar para ver se The Flash também irá superar o enfadonho Smallville. A série começou muito bem e nos passa a impressão de um bom desenrolar.

E que venha o crossover entre as séries The Flash e Arrow, previsto ainda para este fim de ano em duas noites seguidas. Tanto nos "states" como em "terras brasilis".

Nenhum comentário:

Postar um comentário