sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Nostalgia: Lembranças dos últimos dias das séries japonesas na Manchete/TV!

YuYu Hakusho foi o anime que mais tempo ficou nos anos finais da Manchete

Há 15 anos tivemos a última exibição das séries japonesas na TV! (leia: RedeTV!), que era o nome dado à fase de transição da Rede Manchete (extinta oficialmente em 10 de maio de 1999) e da RedeTV! (que inaugurou oficialmente sua programação em 15 de novembro do mesmo ano). As séries que faziam festa naquele nostálgico e obscuro período eram as séries de anime Shurato e YuYu Hakusho e de tokusatsu Jiraiya e Maskman - estes dois últimos que tinham retornado depois de vários anos para a emissora dos Bloch. Então hoje vamos relembrar como foi a última fase das séries na emissora que acolheu como uma mãe toda uma cultura pop japonesa que a gente curte tanto depois de marmanjos.

Dentre as séries que permaneceram praticamente até o fechamento da Manchete, a que mais tempo esteve no ar foi YuYu Hakusho. No ar desde 24 de março de 1997 até então, o anime protagonizado pelo detetive espiritual Yusuke Urameshi foi trazido pela extinta distribuidora Tikara Filmes (outrora Everest Video), do sr. Toshihiko "Toshi" Egashira, como tentativa de ser a "substituta" d'Os Cavaleiros do Zodíaco.

Apesar de não ter feito tanto alarde como Seiya e sua turma, YuYu teve sucesso significativo. Deixando expectativas para ser como seria o próximo episódio. Isso por causa daquele velho "padrão" que a emissora tinha: levava a série até um determinado episódio e repetia tudo do começo até chegar um lote com novos episódios. O final do anime foi exibido no segundo semestre de 1998 e de uma certa forma "competia" popularidade com o saudoso Disney Club e a chata novela Chiquititas, ambas do SBT. YuYu continuou no ar depois da Copa do Mundo de 1998 e ficou sozinha na programação infanto-juvenil da Manchete. Já que o anime Super Campeões estava apenas de passagem numa reprise para coincidir com a décima sexta edição do grande evento da FIFA.


Shurato retornou à programação da Manchete de surpresa, em pleno dia de eleições

Mas YuYu ficou solitário por pouco tempo. Eis que no dia 4 de outubro de 1998, às 10h da manhã, Shurato retornava à casa sem aviso prévio e de surpresa naquele domingo de eleições presidenciais. Logo o Rei Shura faria uma dobradinha com Urameshi durante a semana. Chegando a antecipar diretamente o Jornal da Manchete. A série era reprisada exaustivamente em todos os seus 38 episódios para TV.

Outra grata surpresa foi no dia 7 de dezembro (segunda-feira) daquele ano que um certo "presente de natal antecipado" nos chegava às telinhas. Era a volta de Jiraiya, o Incrível Ninja, às 19h15. Subitamente sem aviso prévio, o retorno do ninja de Togakure chamou a atenção de velhos fãs. Particularmente, lembro-me que passei a ver a reprise a partir do episódio 3. Graças a um amigo que me avisou no mesmo dia. Foi nessa época que Jiraiya teve um carinho maior do que na infância. Saber o nome dos ninjas do "império" e suas aparições em respectivos números de episódios tornou-se praticamente obrigatório na mente deste que vos escreve, que na época era um pacato estudante da oitava série. Comentários e expectativas sobre os episódios de Jiraiya não faltavam na escola.

Num acordo com a Top Tape, a Tikara Filmes conseguiu os direitos para a reexibição de Jiraiya na TV. Inicialmente, fazendo trio com Shurato e YuYu Hakusho, iam ao ar os primeiros 10 episódios e começava tudo de novo. Essa "brincadeira" aconteceu por três vezes seguidas e em meados de janeiro foram liberados os episódios 11 ao 24. Porém, um detalhe: os episódios 15 e 16 nunca foram ao ar nesta reprise - sendo que o preview do primeiro citado sempre passava. Estes apresentariam a vilã Manin Luana (Manin Silva) e o rival Kazenin Mafia. Sempre pulava para o episódio 17, onde começava o arco de duplo episódio da armadura Satan (Maoh). A não inclusão destes episódios provavelmente se deve a algum problema numa das fitas masters, já que cada uma continha dois episódios. Periodicamente eram liberados mais episódios. Culminando ao total das reprises até o episódio 38, e jamais vimos outra vez em rede nacional - de forma oficial - os novos ataques de Dell Star e Aracnin Morgana após suas primeiras aparições na série.


O retorno de Jiraiya na TV foi o "presente de natal" em dezembro de 1998

No sábado, 23 de janeiro de 1999, outra surpresa chegava à tela da Manchete e da mesma forma que as anteriores. O susto (o meu no caso) ao ver Maskman depois de tanto tempo foi de felicidade. Curiosamente, no mesmo dia havia uma programação de campanha para a compra da Manchete pelos pastores da Igreja Renascer. Á noite iam as reprises dos episódios de Shurato (19h00) e YuYu Hakusho (19h30) - ambas da sexta-feira anterior. Como já era "habitual" naquele dia da semana. Eis que às 20h00 surgia o primeiro episódio de Maskman. No domingo seguinte (24 de janeiro de 1999), o segundo episódio foi ar no começo da noite. Seguindo este ciclo com os primeiros seis episódios liberados. Naquele ano, a Manchete não exibiu a sua tradicional programação de carnaval. Para a alegria de quem não tinha nada pra fazer e fugia da folia, estes primeiros seis episódios passaram na segunda, terça de carnaval e quarta-feira de cinzas (15 a 17 de fevereiro) das 14h às 15h. E permaneceu depois do carnaval começando tudo do primeiro episódio.

Os episódios iam sendo liberados periodicamente e Maskman mudou de horário um tempo depois para a faixa do meio-dia. Sempre com duplo episódio. Quem morava fora do eixo Rio-SP, provavelmente teria que amargar com alguma programação local. Curiosamente, aqui em Fortaleza-CE ainda podia-se assistir aos primeiros minutos do episódio, mas logo vinha a raiva quando aparecia de novo a vinheta do M da Manchete sendo pintado por algum artista (detalhe: na programação local, a qualidade da vinheta era algo similar ao de VHS) e começava o tenso Programa (argh!) do Belmino. Por sorte, os Defensores da Luz foram pra horários "menos piores".


Maskman foi reprisado sem ao menos passar o surgimento de Mask X-1

Haviam muitas mudanças de horário nestas séries. Daria pra dizer alguma coisa com uma certa precisão, mas teríamos que puxar e forçar a memória para o período em que a Manchete passou alguns dias/semana sem divulgar a sua grade para os jornais. Como em meados de março, por exemplo. Mas algumas coisas consigo captar de cabeça, ligando certos períodos do ano.

Então, pulemos para maio. Este foi o mês em que a Manchete, de fato, foi vendida para a Tele TV, do empresário Almilcare Dallevo Jr.. Segundo registros dos jornais da época, a Manchete teve fim na madrugada do dia 9 (domingo) para o dia 10 de maio (segunda). A partir daquele dia a Manchete passava a ser chamar RedeTV! ou TV!. Porém muita coisa da Manchete permanecia no ar, incluindo a inconfundível locução de Eloy Decarlo nas chamadas de programas. Somente no dia 16 de junho foi quando os jornais começavam a chamar a emissora de RedeTV! nos guias de programação. Havendo oscilações ao chamar de Manchete a partir desta data.



Em maio, de segunda à sexta, Jiraiya ia ao ar às 9h30 e 17h15. Shurato às 10h00 e 17h45. YuYu Hakusho às 10h30 e 18h15. Maskman com duplo episódio das 12h00 às 13h00. Nos sábados tínhamos reprises da sexta-feira: Shurato às 12h00 e 19h05, YuYu Hakusho às 12h30, e Maskman com duplo episódio das 15h00 às 16h00. No domingo tínhamos o episódio da segunda-feira seguinte: Jiraiya às 16h30, Shurato às 17h00 (duplo episódio), YuYu às 18h00 (duplo episódio) e Maskman às 19h00 (duplo episódio). Assim ficou até o dia 31 de maio (segunda).

A partir de 1 de junho (terça-feira), a programação das séries japonesas mudou repentinamente e pra melhor, ainda com dois horários e a união de Maskman com as demais séries. A semana ficou assim:

10h00/18h00 - Jiraiya
10h30/18h30 - Shurato
11h00/19h00 - Maskman
11h30/19h30 - YuYu Hakusho

Bacana, não é? Mas, infelizmente, na semana seguinte as séries japonesas saiam destes horários e só passariam no meio da tarde. Esta grade apresentada foi a última do gênero nestas faixas de horário nobre. O jeito era assistir as séries à tarde.

A última lembrança do registro de outubro era de assistir as séries apenas nestes horários:

7h00 - Jiraiya
7h25 - Maskman
7h45 - Shurato
8h10 - YuYu Hakusho

*Havia pelo menos um spot comercial em cada intervalo dos episódios.

Nos finais de semana seguia-se assim:

8h00 - Jiraiya
8h25 - Maskman
8h45 - Shurato
9h10 - YuYu Hakusho

A última exibição destas séries japonesas na Manchete se deu entre o finalzinho de outubro para o início de novembro. A partir daí a programação da TV! ficou dedicada à infindáveis comerciais e o único programa da emissora era o jornal Primeira Edição (outrora chamado Jornal da Manchete). Foi no dia 12 de novembro de 1999, uma sexta-feira, que vimos uma contagem regressiva e uma nova logomarca da RedeTV!. A mensagem dizia que faltavam "3 dias para o início de uma nova era da TV brasileira". Mas essa história eu deixo pra relembrar e contar mais daqui a duas semanas, aqui no Blog DAILEON.



Um comentário:

  1. E essa "nova era" da tv brasileira é esta porcaria que vemos até hoje. A qualidade da tv nacional acabou em 1999, junto com a Manchete

    ResponderExcluir