quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Precisamos mesmo de reprise de Cavaleiros do Zodíaco e Dragon Ball Z pela manhã?


Dá pra notar que a Rede Brasil está animada com a aquisição das séries Os Cavaleiros do Zodíaco e Dragon Ball Z diretamente pela Toei. Rolou até uma "festinha" de comemoração no programa do Evê Sobral - diretor de programação do canal - naquele estilo "trash" de sempre. Só quem salvou o bate-papo foram os convidados entendidos no assunto. A coisa deve ser lucrativa para o canal. Há quem duvide nas redes sociais, mas é algo que depende mais do tratamento da Rede Brasil do que do próprio público fiel.

Evê disse nesta semana na edição especial do Em Revista que ambas as séries animadas podem ganhar reprise no horário da manhã. Pra muita gente isso é bacana. Se a gente analisar esse ponto com cuidado vamos ver que isso pode ser um erro. Primeiro que CdZ e DBZ nem devem ser considerados programas infantis como muitos leigos ainda pensam em pleno século XXI. São dois programas extremamente violentos pro horário e são mais voltados pro público jovem do que infantil. Não que as crianças também não fossem o público alvo da época. É que hoje os tempos são outros e vivemos a era do politicamente correto. Aliás, quando essas séries eram exibidas por aqui nos anos 90 haviam várias reclamações de pais por causa do conteúdo e coisas do tipo. Não é porque as classificações indicativas foram "liberadas" recentemente pelo governo Temer que não poderia haver textões/mimimis nas redes sociais.

Cavaleiros e Dragon Ball irão passar juntos pela primeira vez e num horário correto/condizente. Até aí está acertadíssimo e não deve ser mexido. Se é pra ter reprise, talvez um horário tarde da noite seria ideal. Ora, até Ultraman e Ultra Seven estão sendo exibidos depois da meia-noite. No Japão é comum ver anime de madrugada. Por que não tentar uma reprise nessa faixa? Pode ser uma horário zoado, mas é bem melhor do que deixar à espreita dos chamados justiceiros sociais de plantão. Pode tomar nota que o caminho é esse mesmo.

3 comentários:

  1. Provavelmente o horário matutino não daria muita audiência hoje
    em dia,mas também tem que se aprender a enfrentar os "justiceiros".
    Mesmo hoje em dia vários garotos com menos de 12 anos conhecem Naruto,
    outro dia crianças observavam brinquedos importados de DBZ em uma
    loja demonstrando conhecer bem os personagens,eu já dei dvds de
    CDZ para o filho de 8 anos de uma vizinha, e se os pais não reclamam,
    nimguém mais deve.E a RBTV é um canal aberto que chama atenção mínima,
    é mais fácil reclamarem da possível(mas não garantida)exibição de
    CDZ Omega em uma canal mais popular.

    ResponderExcluir
  2. Anderson, o Omega seria mais aceitável pro horário da manhã na TV brasileira. É menos violento e o público-alvo no Japão foi a criançada que teve que madrugar nos domingos da TV Asahi. Quando à popularidade da Rede Brasil, quem sabe venha a crescer com a exibição das séries clássicas de animê, né? Tudo pode mudar nos próximos capítulos.

    ResponderExcluir
  3. A Questão de ser na parte da manhã, deve ser uma boa pois não é do hábito do Brasileiro, ficar até de madrugada para assistir séries.

    ResponderExcluir