sexta-feira, 13 de maio de 2016

Shurato completa 20 anos de sua estréia na extinta Rede Manchete

Shurato, o rei Shura

Com a febre de Os Cavaleiros do Zodíaco caindo e sofrendo reprises intermináveis, a Manchete estava interessada em novidades em relação aos animes. Sailor Moon estreou no finalzinho de abril (leia mais aqui). Duas semanas depois, precisamente no bloco noturno JapAction (idealizado pelo então diretor artístico da emissora, Eduardo Miranda), estreava aquele que embarcou na onda de Seiya e cia após o fim da série clássica.

Ás sete da noite do dia 13 de maio de 1996, uma segunda-feira, Shurato começou fazendo dobradinha com as séries tokusatsu Super Human Samurai (de segunda à quinta) e Ultraman (às sextas). Tinha uma campanha de marketing agressiva, com direito à propagandas do extinto Dicas de Vídeo que contava tudo o que aconteceria no episódio do dia seguinte caso você ligasse pra lá (e estourasse a conta de telefone dos seus pais). E claro, as tradicionais chamadas da Manchete, com a inconfundível voz padrão de Eloy Decarlo, ajudaram. As opiniões eram divididas. Uns gostavam, outros detonavam por ser uma imitação de Cavaleiros (o que é mal nenhum). O anime acabou tendo um sucesso significativo.

Por conta da demanda de animes que estava grande para a Gota Mágica cuidar, Shurato foi trabalhado pelo estúdio paulista Dubla Vídeo. Marcelo Campos, que interpretou Mu de Áries em Cavaleiros e Fire em Winspector, deixou sua marca como o Rei Shura como outro dublador jamais faria igual. Impossível não lembrar dos gritos que só Marcelo fazia como ninguém. O que acabou virando brincadeira de muita gente na época. A ideia foi da diretora da falecida dublagem Leda Figueiró (a Paty do seriado mexicano Chaves) que foi inspirado no lendário ator de artes marciais Bruce Lee e Marcelo foi um "rato de laobratório", segundo ele em entrevista para o Jbox, para o desenvolvimento. Outros dubladores conhecidos como Afonso Amajones (Hyôga o Rei Celestial), Leonardo Camilo (Ryuma o Rei Dragão), Hermes Baroli (Leiga o Rei Karla), Letícia Quinto (Rakashi), Tânia Gaidarj (deusa Vishnu), Cassius Romero (Mestre Indra), entre outros bateram o ponto e capricharam pra valer.

Com cenas de ação reaproveitadas na abertura e encerramento, Shurato era apresentado com créditos em português e a receita foi repetida em YuYu Hakusho. Sempre começava com a marcante soletração do nome do herói (que é impossível de ser encaixada na abertura original). Infelizmente os segundos temas de abertura e encerramento não tiveram versão em português.

Shurato foi distribuído pela extinta Tikara Films (antiga Everest Vídeo), do sr. Toshihiko "Toshi" Egashira, que recebeu fortes indicações de um veterano fã de animes de sua época e para investir o produto na TV brasileira. Miranda também apostou alto em Shurato para a grade da Manchete. Teve um bom retorno de produtos, inclusive pela Glaslite, e havia planos da empresa de lançar os 6 OVAs exibidos no Japão após o fim da série. Infelizmente a Manchete não poderia gastar tanto, por conta de sua crise, e estava focada mesmo em lançar Yu Yu Hakusho (também trazido pela Tikara no ano seguinte) em 1997.

Após várias reprises dos seus 38 episódios, Shurato saiu do ar e voltou de surpresa às dez da manha de um domingo, 4 de outubro de 1998 (dia de eleições presidenciais e estaduais). Só no dia seguinte o herói teve sua volta oficial nas noites da Manchete, fazendo dobradinha com YuYu. Essa dobradinha formou um trio em dezembro do mesmo ano com o retorno da série tokusatsu Jiraiya (que havia sido adquirido pela Tikara na época em negociação com a Top Tape). Em 1999 outra série tokusatsu voltava das profundezas do baú do Toshi, Maskman (Super Sentai de 1987). Todas as quatro séries ficaram no ar até o início de novembro daquele ano e infelizmente não foi incluído na programação oficial da RedeTV!.

Se um dia Shurato voltar oficialmente no Brasil, com certeza será através de outra distribuidora e provavelmente com dublagem refeita. As fitas masters destas últimas séries exibidas pela Manchete/TV! - e mais as séries Lion Man e Jiban (ambas trazidas pela Top Tape) - ficaram presas na massa falida da emissora carioca. Caso houver uma redublagem no futuro, tem que ter a presença do elenco original. Menos de Marcelo Campos que anda afastado do meio. Ora, quem sabe ele volta e a série também, né?

On Shura Sowaka!

PS: Agradecimentos ao Eduardo Miranda, antigo 
Chefe da Divisão de Cinema da Rede Manchete entre 1993 e 1999 (ano em que a emissora foi extinta), que ajudou com informações de bastidores na fan page do blog.

3 comentários:

  1. Me lembro bem.
    Um dos episódios que mais reprisavam nos espaços da emissoras foi "As Armadilhas na Caverna do Luar". Isso enchia o saco.

    O papo do Marcelo andar dublando pouco me lembrou de um bate-papo com Hermes Baroli, que estava com seu pai (Gilberto) no Anime Z (em Porto Alegre, 2008). Ele nos contou na época que só andava dublando o Seiya e mais nada.
    O engraçado é que, dias ou meses depois, foi escalado pra dublar Roy Mustang (Fullmetal Alchemist) e outros papéis esparsos.

    ResponderExcluir
  2. Só uma correção: Shurato não era exibido dentro do JapanAction. Esse bloco foi uma parceria entre Manchete e Sato Co, que exibia Super Human Samurai às 19:00 e Ultraman em seguida. Ás sextas Super Human dava lugar à National Kid.

    Grande abraço e continue com esse excelente trabalho.

    Cloud - www.jbox.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, Tio Cloud. Desde já, obrigado pelo prestígio. Então, sim, realmente foi um bloco de parceria entre a Sato e a Manchete. Porém também contava com a exibição de alguns produtos da Tikara (do Toshihiko "Toshi" Egashira). Quando Shurato estreou em 13 de maio de 1996 houve uma mudança de programação no bloco JapAction. Aliás, foram as últimas três semanas do bloco. Numa resenha que fiz aqui no blog sobre o VR Troopers em 2014 eu fiz um bônus sobre o Super Human Samurai. Lá eu fiz um apanhado de registros de programação da época pra falar sobre os horários em que o JapAction ficou nas poucas semanas em que esteve no ar:

    25 de março a 26 de abril de 1996

    Segunda à quinta

    19h00 - Super Human Samurai (estreia/inédito)
    19h30 - Ultraman (estreia/reprise/redublado; foi ao ar até o ep. 12)

    Sexta

    19h00 - National Kid (estreia/reprise/redublado; foi ao ar até o ep. 3[?!])
    19h30 - Solbrain (estreou em junho de 1995; reprise)

    29 de abril a 10 de maio de 1996

    Segunda à quinta

    19h00 - Super Human Samurai (inédito)
    19h30 - Kamen Rider Black RX (estreou em julho de 1995; reprise)

    Sexta

    19h00 - National Kid (reprise/redublado)
    19h30 - Ultraman (reprise/redublado)

    13 a 31 de maio de 1996

    Segunda à quinta

    19h00 - Shurato (estreia/inédito)
    19h30 - Super Human Samurai (inédito)

    Sexta

    19h00 - Shurato (inédito)
    19h30 - Ultraman (reprise/redublado)

    ResponderExcluir