quarta-feira, 18 de maio de 2016

AJIN: Demi-Human - terror, mistério e muita conspiração na tela da Netflix


Originalmente a ideia da Netflix era lançar a série semanalmente três dias após a exibição na TV japonesa, que ia ao ar todas as madrugadas de sexta para sábado pela MBS, entre 15 de janeiro e 8 de abril deste ano. O grande serviço de streaming licencia para todos os 190 países onde atua a série AJIN: Demi-Human. Certamente o atraso proposital foi uma estratégia da Netflix para manter o seu padrão característico de lançar toda uma temporada de uma vez para ser maratonada. Ainda que perca um pouco para o simulcast de serviços como Crunchyroll e Daisuki (ambas especializadas em séries japonesas), não deixa de criar uma expectativa. Ainda mais quando se vê o resultado da dublagem, por exemplo.

A primeira temporada do anime de 13 episódios (a segunda está confirmada para outubro no Japão) conta sobre o estudante chamado Kei Nagai, que descobre ser imortal, após sofrer um acidente de caminhão. Sendo mais específico, ele é um "Ajin". Uma espécie de criatura que com o tempo foram classificadas como criminosos, originalmente criados por experimentações científicas que dão habilidades especiais e sobre-humanas. Sem ter aonde se refugiar, Kei só pode contar com seu amigo de infância Kaito. Durante sua fuga, Kei descobre toda uma conspiração governamental por trás do caso dos Ajins e possíveis ataques terroristas.

AJIN: Demi-Human é uma série intensa e cheia de surpresas. Descrever mais informações chega até a estragar a surpresa (diga-se, dar spoilers) de quem vai assistir. Tão intenso de uma forma que chega a ser um "ópio" para o espectador buscar mais pistas nesta corrida frenética. Não deve absolutamente nada a um 24 Horas, Prison Break ou Breaking Bad da vida. Considerando que o gênero do anime seja de terror. A série pode atrair o público que curte séries e filmes policiais e de ficção científica, porém algum ou outro espectador pode estranhar de início os movimentos dos personagens. Coisa que quem já assistiu a série Knights of Sidonia pode estar acostumado, uma vez que ambas foram produzidas pela Polygon Pictures (e recebem o selo Original Netflix).

O anime conta com uma trilogia de filmes, sendo os dois primeiros longas lançados em novembro de 2015 e em maio de 2016 e o terceiro em setembro. Há também um OVA lançado no último dia 6 de maio. O mangá original é publicado pela editora Kodansha desde 2012. Sete volumes foram lançados até o momento. No serviço de streaming Crunchyroll estão disponíveis os dois primeiros volumes do mangá para os assinantes. Em março passado, a editora Panini anunciou a aquisição do mangá para ser publicado em breve aqui no Brasil.

As dublagens tem destaques bem peculiares. Mamoru Miyano (a voz de Ultraman Zero) e Johnny Young Bosch (Adam, o segundo Ranger Preto de Power Rangers) foram os dubladores do protagonista Kei Nagai nas respectivas versões japonesa e americana. A excelente versão brasileira foi realizada pela TV Group, que já havia trabalhado em Knights of Sidonia.

AJIN: Demi-Human está disponível mundialmente via Netflix desde 12 de abril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário