sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Polêmica sobre censura aos fãs de Power Rangers repercute na tokunet

Em resposta, tokufãs manifestam pela unidade

Ontem eu havia escrito aqui no blog sobre uma censura que está rolando numa certa página no Facebook dita ser dedicada ao "tokusatsu original" e que exclui declaradamente - na cara dura - toda e qualquer citação sobre Power Rangers e séries derivadas da Saban. Isso porque o tal administrador não gosta da franquia e afirma que Power Rangers "não é tokusatsu" e quem afirma o contrário, segundo ele, "desconhece verdadeiramente" as séries japonesas da Toei. Sendo que a toda-poderosa japonesa permite e sua parceria com a Saban é forte desde o início.

Eu fui um dos que repudiaram este ato tirano. Também se manifestaram contra a censura os amigos Kapan do blog Super Review Time e João Gabri-El do blog Interruptor Nerd. A fan page Tokyo Space, da administradora Lady Diana, também clamou hoje por respeito e é contra este preconceito xiita aos fãs de Power Rangers (que não custa nada frisar de novo: é tokusatsu sim, senhor).

Gente, esse extremismo infantiloide já passou dos limites e esta atitude mostra o caminho que leva essa insanidade do ódio. Eu já escrevi sobre esse assunto por várias vezes pra mostrar o quão desnecessária e inútil é essa hateria toda. Veja bem: não gostar é direito de cada um e deveria ficar até aí. Ok? Toda vez que eu penso que não preciso mais, digamos, "tocar na ferida", aparece uma aberração pior que a outra que vi anteriormente. Aberração que eu digo é sobre essa confusão do desgosto por um programa ir pro lado pessoal, e que acabou puxando pra castração da liberdade de expressão dos fãs pacatos.

Muitas vezes quando eu critico fãs de anime e tokusatsu (que não são todos, obviamente), é por causa de atitudes insensatas como esta. Claro, sempre procurando o respeito e dando um puxão de orelha mesmo. Agora, tem lá na web gente que tá confundindo as pessoas com as séries. O perigo mora aí. Nunca se deve julgar uma pessoa por seu gosto e essa educação levo comigo desde quando assistia as séries japonesas na saudosa Rede Manchete e, se duvidar, em Power Rangers também. Ou caso contrário, vamos fazer o que aconteceu na Espanha, onde fãs de Pokémon e Digimon entraram no tapa.

Mas eu pergunto à galera que se diz "defensora" da Toei: Vocês aprenderam o quê com as séries japonesas? Será que vocês absorveram mesma a moral das histórias ou apenas curtem por curtir mesmo e ficam de mimimi na internet? Você já se espelharam nos japoneses e procuraram saber se existe mesmo esse ranço por lá? Qual o sentido desse ódio mortal por um mero programa de televisão e amor cego por outro programa?

E digo mais, agora para o senhor "suposto líder da alta velocidade" (entendedores entenderão de quem se trata): que coisa feia, rapaz! Ser administrador de uma fan page não lhe diz respeito a maltratar os fãs de Super Sentai/Power Rangers. Você calado ainda está errado por adotar essa postura fascista-comunista contra os seus seguidores. Querer apartar Power Rangers e as demais séries da Saban do rol das séries de tokusatsu à força é o mesmo que queimar arquivos histórico-culturais de um gênero que você mesmo diz defender com unhas e dentes. E sabemos que isso não passa de vandalismo. Foi isso que você aprendeu com as séries japonesas? Porque não foi isso que aprendi não.

Pra você, senhor, duas opções: Ou você se retrate com seus seguidores ou nunca mais assista séries de tokusatsu na vida e trate de arrumar outro hobby pra tentar censurar. Porque no meio otaku não existe "ditadura militar". Pesquisar antes de falar bobagem e respeitar o próximo é a alma do tokusatsu. E Power Rangers é tokusatsu até que se prove o contrário.

Abração a todos os haters de plantão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário