segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Mahouka Koukou no Rettousei termina sem graça, sem clímax e sem as chatices de Miyuki

Miyuki e Tatsuya nos minutos finais da primeira temporada

Neste sábado (27) foi ao ar o último episódio da primeira temporada de Mahouka Koukou no Rettousei. Sinceramente, eu esperava que o final fosse meio sem graça. Mais foi bem mais que isso. Toda aquela luta pra impedir os ataques em Yokohama foi sem clímax nenhum. Todos os personagens estavam apáticos diante à situação de caos e pareciam que apenas tinham que cumprir seus objetivos e sem sentir nada por isso.

Pelo menos houve um gancho para a continuação, uma vez que ainda faltam mais cinco arcos do mangá para serem contados em anime. No caso, estaria ligada àquela tia estranha de Tatsuya e Miyuki. O que deve rolar na TV caso haja mesmo uma segunda temporada no futuro.

Quando você pensa que não tem cena constrangedora entre os Irmãos Shiba, nos últimos minutos (créditos finais pra ser mais exato) Miyuki corre para os braços de Tatsuya como se fossem namorados. Isso pra reforçar mais a atração incestuosa não-assumida de ambos. Mas a cena não teve nada demais além do tal abraço. Menos mal.

Mahouka Koukou no Rettousei termina pior do que começou. Nada na série engrena e nem ao menos uma rivalidade maior entre Tatsuya e Masaki Ichijô. Aquele encontro foi fraco demais e nada que fosse próximo à expectativa mostrada na abertura do primeiro cour.

E sim, Mahouka foi a trolada de 2014 e arrisca ser o pior anime do ano. Mas deixa o calendário acabar ver se é isso mesmo. Não fará falta nenhuma, a não ser de Tatsuya que salvou alguma coisa neste enredo. E Miyuki é chata até segunda ordem. Não tem jeito. O anime termina sem deixar saudades, sem deixar vontade de assistir de novo, e sem deixar coragem pra montar uma maratona completa. Se houver uma segunda temporada, estarei aqui pra acompanhar. Ao menos isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário