sábado, 30 de abril de 2016

Pela última vez: Jaspion e cia redublado é só e somente só um boato

Jaspion redublado? Quem foi que disse essa sandice?

Faz quase um ano que a Sato Company divulgou a aquisição das séries de tokusatsu Jaspion, Changeman, National Kid, Flashman, Jiraiya e Jiban e que em breve as mesmas estarão na Netflix. (Antes que me perguntem sobre Kamen Rider Black, assista esta entrevista do Nelson Sato para o site Jbox) Nada oficial no momento pelo serviço on demand de streaming, mas vai rolar. Se você acompanha o canal Tokudoc, do amigo Danilo Modolo, deve saber da informação que ele obteve em primeira mão sobre o motivo da demora. Assista neste link.

Então, em plena era digital e informações a mais de oito mil, a falta de informação ainda impera em alguns pontos das redes sociais. A internet facilitou também o espaço para a boataria. Por exemplo, numa página do Facebook é possível você ver comentários desavisados do tipo "ah, que legal", "quando é?", "vão passar todos os que passaram na Manchete". Tem também do tipo "burocracia da Toei" (Cuma???) e por aí vai.

A falsa nota que mais me incomoda é sobre a suposta redublagem. Isso porque alguém da imprensa interpretou errado quando a nota exclusiva do Jbox falava sobre o custo de dublagem de uma série inédita como Garo (outra aquisição da Sato Company) e confundiu com a dublagem das séries clássicas. Desde então isso viralizou como se fosse mesmo verdade. Sendo que o próprio Jbox desmentiu o assunto numa nota sobre a aquisição do anime Street Fighter II pela distribuidora. Isso não vai acontecer, até onde realmente se sabe, e há chances sim de vir com a dublagem clássica. Redublagem representa mais gastos e a Sato não conseguiu bancar a dublagem do filme Mordomo de Preto, que foi uma exceção dentre os vários títulos licenciados da Sato e que ganharam dublagem.

Então, antes de espalhar boatos e acreditar em qualquer baboseira, pesquise. Nesse meio tempo eu já vi muitos fãs (da Manchete, óbvio) acordando do inverno como se fosse urso, sites não especializados em tokusatsu noticiando com meses de atraso e teve até quem teimou dizendo que "isso é um boato da própria Sato já que a Netflix não confirmou nada ainda". De boa, seja fã de tokusatsu, mas não viaje demais no saudosismo. Um pouco de atualização, boa informação, bom senso e pés no chão não faz mal a ninguém. E digo mais: o mal do brasileiro vem por não pesquisar sobre licenciamento antes de fazer qualquer mimimi por aí.

Um comentário:

  1. Que eu lembre, esse mal-entendido dos infernos começou quando o OMELETE pegou a notícia do JBOX e re-postou, mas interpretando errado o lance da dublagem. Como muitos sites usam o OMELTE como fonte pra assuntos da cultura pop, o equívico foi muito disseminado. E os caras nem pra se retratarem....

    ResponderExcluir