quarta-feira, 6 de abril de 2016

Relembrando Kamen Rider Decade, o herói mais indefinido da história da Toei

O destruidor de mundos foi um divisor de águas para os Heisei Kamen Riders

Neste fim de semana a franquia Kamen Rider completou 45 anos. De 2009 pra cá o número de filmes, especiais, crossovers e certos fanservices (alguns deles bem nonsenses) vieram junto. Direta ou indiretamente isso se deve à existência de um anti-herói que deu o que falar naquela época.

Kamen Rider Decade foi uma das séries mais divertidas da era Heisei e não é pra menos. Com todo um roteiro indeciso e lacunas abertas até aqui, a série tinha tudo pra ser regular. A primeira fase foi legal, mostrando versões alternativas dos Heisei Kamen Riders anteriores. O único que teve uma versão original foi o mundo do Kamen Rider Den-O. Isso porque o herói vinha sendo muito popular e rendeu vários filmes após o seu final na TV (incluindo um crossover com Decade, que foi um coadjuvante).

Ao longo dos 31 episódios da série, total já estabelecido pela produção antes da estreia, muitas teorias e boatos foram criados por fãs. Em parte era compreensível, pois se tratava de um roteiro "misterioso". Mas a Toei parecia que não sabia bem o que fazer com a trama. Tudo era muito confuso e nada tinha uma lógica concreta. Havia na época uma linha de pensamento que muitos criaram sobre "existir um mundo com o ator original e outra com o ator de Decade". Isso foi explicado pelo produtor Shinichirô Shirakura, em entrevista à revista Toei Hero Max Special W Cross Decade. Sabe as aparições de Wataru Kurenai (o Kiva original) e Kazuma Kenzaki (o Blade original)? Então, eles são seres de uma "meta-ficção". Ou seja, eles não são os mesmos personagens de suas respectivas séries. São versões alternativas dos heróis originais, mesmo sendo interpretados pelos atores originais.

O mesmo vale para as aparições dos heróis Shôichi Tsugami (Agitô) e Issamu Minami (Black/Black RX), que não são os mesmos que conhecemos (leia mais aqui). O mesmo acontece no filme Movie Taisen 2010 (de 2009) onde aparece uma versão alternativa do Kamen Rider Skull no final do filme e que não reconhece a própria filha Akiko Narumi e o seu discípulo Shotarô Hidari. A própria produção de Kamen Rider Decade optou por não usar termos que diferenciam entre "Rider original" e "Rider alternativo", inclusive em publicações, uma vez que a proposta em Decade era outra.

A premissa de Kamen Rider Decade seria de explorar os nove mundos dos (Heisei) Kamen Riders. Mas pra cumprir o prazo do calendário, a Toei acabou criando outros mundos: Nega, Diend (um dos melhores anti-heróis dos Riders), Shinkenger (que ficou claro com o tempo que é o mesmo mundo do restante dos heróis da Toei, se calcularmos os crossovers), e também no mundo de alguns Showa Riders como o mundo de Black RX, o mundo de Black e o mundo de Amazon. Shirakura foi contra isso, e tal confusão se alastrou no filme de verão onde não havia um ponto exato com a cronologia da série de TV e apresentou um Shadow Moon totalmente diferente do demônio que foi apresentado na era clássica.

Kamen Rider Decade pode ser vista como uma simples diversão, mas algumas perguntas que ficaram no ar ainda são inevitáveis como "de onde veio Tsukasa Kadoya?" ou "qual o real objetivo do vilão Narutaki?". Para o bem ou para o mal, Decade foi um divisor de águas para a Toei. Primeiramente sua "intervenção" fez com que a Toei mudasse o calendário de estreia do último domingo de janeiro para o início de setembro (atualmente acontece em outubro devido ao atraso de produção de Kamen Rider Gaim). Kamen Rider W (Double) era pra estrear originalmente logo após Kamen Rider Kiva. A razão era devida à estratégia de marketing de comemoração do 10º aniversário dos Heisei Kamen Riders (décima série, melhor dizendo) e isso incluiu também a estreia do Kamen Rider: O Cavaleiro Dragão (versão americana de Kamen Rider Ryuki). Fora que talvez sem ele, crossovers entre um Rider vigente com o próximo Rider a estrear não existiriam. Coisa que influenciou nos próprios Super Sentais. Ou mesmo na criação das famigeradas séries Movie Taisen nos cinemas em dezembro.

É por essas e outras que Decade é amado por uns e odiados por outros. Até hoje certos mistérios da série jamais foram respondidas e jamais serão. Kamen Rider Decade pra mesma lista de Lost e outras séries de mistérios da cultura pop que ficaram devendo respostas.

Onorê, Dikeido!

Nenhum comentário:

Postar um comentário