quarta-feira, 20 de abril de 2016

Mayoiga virou um reality show descontrolado e cheio de participantes burros

Masaki, vítima ou inocente? (Foto: Reprodução/Crunchyroll)

Semana passada falei sobre o anime Mayoiga um dos animes que está no ar nesta temporada de primavera na TV japonesa (e aqui no Brasil está disponível via streaming pela Crunchyroll). Lá disse que a trama - que foi classificada oficialmente pelo estúdio Diomedéa como um anime de terror, mistério e suspense - começou como uma crise de identidade. Uma "cortesia" da roteirista Mari Okada, a mesma de Kiznaiver. Outro lançamento desta temporada e é bem interessante por sinal.

Outra impressão que escrevi naquele post foi que Mayoiga parece mais um reality show e que o jeito vai ser eliminar algum ou outro participante passageiro do ônibus destinado à Nanakimura. Assisti ao terceiro episódio da série e não deu outra, a impressão continua. Digo mais: é um reality show sem controle, sem regras e cheio de participantes que mal usam a inteligência. Com raríssimas exceções.

O episódio da semana começou com um fato estranho. Masaki foi convidada por Yottsun para dar uma volta. Seria nada demais se o sujeito não tivesse um visual, digamos, malandrão. O normal seria a garota rejeitar ou dar uma desculpa qualquer pra não ir, pois um cara assim não aspira confiança alguma. Mas Masaki foi burra. Ela foi com ele, ficou um tempo inconsciente, a garota acordou com marcas e roupa amarrotada, e Yottsun fugiu. A lógica é que Yottsun se torne suspeito a partir daí. Agora, amigos, incrível como os passageiros pensaram o contrário. Que foi apenas um pega ou um amasso qualquer e até pensaram ter sido um ataque de um urso. (Oi?!) O único personagem que tomou atitude, usou a cabeça e foi atrás do suspeito foi Valkana.

Outra coisa que vem me incomodando é o Mitsumune, o protagonista da série. O carinha é o tipo do rapazote que se interessou por Masaki, fica na dúvida pelo que sente pela garota que conheceu em apenas um dia e ficou com peninha da garota. Poxa, ao menos vá atrás de saber o que aconteceu com a sua amada, meu camarada. Não fica aí parado não. Mitsumune é tão inocente que ainda defendeu Jack, um passageiro que dizem ter sido preso numa penitenciária para menores e aqui tentou matar um de seus colegas de ônibus.

Falei de eliminação noutro parágrafo? Então, Mitsumune encontrou um corpo boiando. Quem foi o óbito só saberemos no próximo episódio. Pelo menos há algo interessante em Mayoiga: teorias da conspiração. Resta saber se isso vai salvar a série desses furos e se ao menos os elementos desse tal mistério vai ser bem trabalhado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário