segunda-feira, 17 de março de 2014

Clímax clássico agita os momentos finais de Saint Seiya Omega


[SPOILERS]

O episódio deste domingo (16) de Saint Seiya Omega foi sensacional! Tipo daqueles de deixar o cara na ponta do sofá (pelo menos foi assim comigo enquanto assistia). Mais uma vez digno de CdZ e com destaque ao Seiya de Sagitário.

Definitivamente, Kouga e cia perderam o protagonismo para Seiya e os demais Cavaleiros veteranos. Não são mais úteis nesse pedaço. Aliás, o episódio 95 foi praticamente todo dos antigos defensores de Atena. Os Cavaleiros do século XXI não teriam como derrotar o deus Saturno na condições em que estão, por eles terem ajudado Subaru (que era o disfarce de Saturno) ao despertar o Omega para salvá-lo.

Enfim, Seiya lutou bravamente. Apanhou (não mais que na sua juventude, mas valeu) a ponto de sua armadura, herdada por Aiolos, ser destruída. Tudo pra partir e perfurar a adaga sagrada no peito de Saturno. Olha, a cena final foi eletrizante com uma maravilhosa trilha sonora e com a armadura de Sagitário sendo despedaçada. Foi acima do épico!

Já com Shun e Hyoga, que lutavam contra os Pallasites Miller e Europa, quase me decepciono com os dois ao verem cairem fácil dos golpes de seus oponentes. Mas tudo era uma cilada pra emboscá-los. Quem surpreendeu mesmo foi Titan ao despachar Europa para o outro mundo. Falou pouco e muito fez.

Saint Seiya Omega vai indo muito bem nestes últimos episódios e a batalha promete ser mais sangrenta (possível) com os próximos dois últimos. Já deixa saudades!

2 comentários:

  1. Só o Shiryu não teve a sua vez de verdade!

    ResponderExcluir
  2. Se bem que ele usou a Exclamação de Atena, junto com o Kiki e o Fudô há uns episódios atrás. Falando neles, será que eles chegarão a ressuscitar? E o Ikki? Seria estranho terminar com a morte deles.

    ResponderExcluir