sexta-feira, 14 de março de 2014

Todo fã de Power Rangers deveria manjar de Super Sentai


Como fã brasileiro de tokusatsu, eu passo por uns certos constrangimentos, se tratando de ver qualquer herói japonês uniformizado ser chamado de Power Rangers. Isso virou rotina há muito tempo pra qualquer inveterado do gênero e o fato causa um furor para os fãs mais conservadores (lê-se: xiitas). O que não é o meu caso. Mas a gente passa por cada uma...

Outro dia eu estava no mercadinho pra fazer umas compras e um menino de uns 10 anos vê minha camisa de um famoso Super Sentai e pergunta: -"Quem são esses Power Rangers aí? São novos?" Daí respondo: -"Não. São os Changeman". Ele replica: -"Nunca ouvi falar. Mas parece os Power Rangers, sabe". Trepliquei pacientemente dizendo: -"Esses heróis lutavam na época em que os Power Rangers estavam aprendendo a ler e escrever (rsrs)".

Isso sem mencionar o que eu vejo nos eventos locais de anime. Gente de toda idade confundindo um Jaspion, um Kamen Rider, e até (pasmem!) um Ultraman da vida com os heróis americanizados. Não é de agora que eu cheguei a uma conclusão, da qual vou partilhar aqui com vocês. Não sei se antes algum fã de tokusatsu teve ou tem a mesma ideia que eu. Os mais fervorosos de Power Rangers que me perdoem qualquer coisa, mas a verdade é que todo fã das "crias" da Saban, que se preze, deveria aprender e saber mais sobre os Super Sentais. Aliás, é a primeira coisa que deveria saber e pesquisar. Isso porque ambas as versões estão interligadas direta e indiretamente, querendo ou não.

Nos anos 90 era fácil e até legal explicar esse conceito de adaptação americana para algum leigo. Pois existiam poucas temporadas dos PR até o final do século passado. E até pouco tempo então se via duas fases dos tokusatsus na TV brasileira. Depois da virada do milênio, a coisa ficou ofuscada. Principalmente por aqui, devido a desistência das distribuidoras (que se achavam reféns dos gringos) e dos canais de TV por não saberem trabalhar com o produto japonês em suas grades de programação, como fazia a saudosa e mais que venerada Rede Manchete.

Atualmente, são poucos os jovens que conhecem tokusatsu. A maioria, infelizmente, tem um preconceito grotesco com essas séries, pensando que só haviam os heróis das Manchete, que é "tosco", que isso é "coisa de coroa", etc. E nem pode falar mal de Power Rangers pois "é o que há". :P Mas os poucos estão no caminho correto. Estes são os mais interessados. Assistem Power Rangers e tem a vontade de conhecer e saber mais sobre os Super Sentais. Era assim que eu fazia nos anos 90, quando eu descobri Power Rangers e compreendi a concepção de Super Sentai. Com o passar dos anos, fui buscando mais informações nas revistas especializadas. Eram os únicos meios fáceis que se podiam encontrar numa era sem internet.



Hoje não vejo desculpa pros otakus de primeira viagem não saberem a diferenciação entre o original japonês e a adaptação americana. Existe Google, Wikipédia, YouTube e coisas do gênero pra isso mesmo. Tem até um Wiki só pra Power Rangers/Super Sentai. O negócio é fuçar a web sem medo de ser feliz. Tá tudo lá. Não tem porque se ignorar de acessar informações em plena era digital. Não é verdade? Aliás, se hoje todo site de tokusatsu fala de Power Rangers (que não é pecado nenhum), por que sites especializados sobre guardiões de Zordon não falam tanto sobre Super Sentai quanto deveriam? Haveria uma reciprocidade entre os dois gêneros, popularmente falando. O que acontece apenas na teoria comercial.

Se um fã de um determinado anime, por exemplo, sabe de pelo menos mais que a metade de informações sobre o determinado programa, por que então ignorar uma informação obrigatória para quem busca saber sobre PR? Obrigatória sim, pois sem os Super Esquadrões jamais existiria Power Rangers. Isso é uma coisa tão simples que qualquer imprensa e evento especializado deveria divulgar aprofundadamente, ao invés de omitir o original e exaltar apenas o lado da contraparte americana.



Um comentário:

  1. Algumas pessoas tem preguiça de pesquisar, quando eu era novo vivia na internet e soube bastante de tokusatsu por fuçar muito, até me perguntaram como eu sei tanto dessas séries e tal!

    ResponderExcluir