terça-feira, 6 de outubro de 2015

Dragon Ball Super está melhor do que A Batalha dos Deuses, mas não tira o mérito do filme

Bills e Goku medindo forças na versão televisiva (Foto: Reprodução/Fuji TV)

A saga A Batalha dos Deuses, baseada no penúltimo filme (até o momento) de Dragon Ball Z, de mesmo nome, está chegando ao fim. Ou pelo menos a impressão é que parece não acabar nunca ou ainda estarmos longe disso. Dragon Ball Super está fazendo uma releitura da invasão de Bills, o deus da destruição, resgatando toda uma prolixidade que tinha a maior série da franquia.

Talvez essa enrolação toda pra terminar a saga na TV seja cansativa em alguns momentos. Enfim, é herança antiga. Pra falar a verdade, DB Super está indo bem e mostrando uma versão interessante e diferente do que vimos no cinema em 2013. Só que esta nova versão fica bem atrás de A Batalha dos Deuses (o filme) no quesito humor. O longa teve uma certa rejeição de alguns "DBZistas", mas remeteu várias referências à primeira série de Dragon Ball. Em especial o humor de Akira Toriyama, que foi é elemento bastante típico.

Em Super teve um pouco disso, só que bem mais leve. O horário matutino da Fuji TV é de se levar em conta, ao contrário da época em que as outras séries do Toriyama passavam nas noites de quarta-feira (em horário nobre) do mesmo canal. A batalha entre Goku e Bills exige mais demora e excesso de dramaticidade. Sem contar com as situações paralelas que servem como "quebra-gelo". Um bom exemplo é ver Mr. Satan buscando fama nas costa de Goku, enquanto o suposto salvador da Terra vê o grande herói lutando pra salvar mais uma vez o nosso planeta azul. São coisas que fazem jus à mitologia.

Agora, entre A Batalha dos Deuses do cinema e da TV, fico com a primeira opção. Pois foi legal ver um lado esquecido de Dragon Ball e que foi destaque naquele filme de Z. O filme juntou famílias, divertiu a beça e chamou a atenção de leigos. Dificilmente um episódio ou filme antigo de Dragon Ball Z faria igual como aconteceu quando aquele filme esteve em cartaz. Podem xingar aquele filme, mas A Batalha dos Deuses deixou uma marca nos cinemas. E é digno de uma nostalgia a ser lembrada daqui a uns dez anos. Claro, ainda será um motivo de ódio e vergonha para alguns fãs.

Então, já tá na hora dessa louca disputa entre deuses acabar e mostrar como será a versão pra TV de O Renascimento de 'F'. Há uma expectativa de que algum momento ou outro nos leve para as profundezas da nostalgia e lembranças do velhos tempos em que assistíamos extasiados na passagem de milênio. Tudo depende de como a produção está trabalhando pra isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário