domingo, 22 de março de 2015

Soul of Gold tem tudo para ser um marco na mitologia d'Os Cavaleiros do Zodíaco

Aiolia com sua armadura dourada divina de Leão

Se você não aguentou tanta ansiedade e fez uma pré-estreia "particular" de Saint Seiya: Soul of Gold (ou Os Cavaleiros do Zodíaco: Alma de Ouro), parabéns. Você é um bravo soldado. Apesar da qualidade do vídeo postado na internet ser improvisada (gravada diretamente do evento AnimeJapan 2015), isso não atrapalhou a curiosidade.

Mas se você ainda não viu e está esperando o dia 11 de abril para ver a série no formato 16:9, vale a pena esperar sim por uma saga que promete. O primeiro episódio de Soul of Gold é introdutório assim como o início das demais sagas do anime/mangá. A animação é muito bem produzida e os traços dos personagens estão dentro dos padrões atuais (para o contragosto dos puristas/saudosistas/mancheteiros de plantão que andam por fora do que acontece no mundo dos animes hoje em dia).

O protagonismo de Aiolia é merecidíssmo. O cavaleiro tem uma boa interação com a garota de cabelo azul chamada Alicia. Alguns andam confundindo com Saori Kido/Atena, mas tal comparação (apesar da semelhança) é improvável. Uma vez que ela tem alguma ligação com Hilda e Freya, que aparecem aqui também. Curiosamente, Hilda volta a ter sua voz emprestada pela seiyu (e cantora de alguns temas de Cavaleiros e outros animes e tokusatsus) Mitsuko Horie. Hilda agora está sofrendo de uma espécie de maldição imposta pelo poder de Andreas, o novo representante de Asgard.

Antes que qualquer coisa, é preciso ter em mente e prestar bem atenção no roteiro (afim de evitar críticas mal fundamentadas por aí na internet). Os Cavaleiros de Bronze (Seiya e sua turma) não devem aparecer. Provavelmente ainda estejam - em paralelo - passando pelos Campos Elísios, ainda na saga de Hades. Outra coisa importante: os Guerreiros Deuses que vimos na série clássica não estarão na série por motivos óbvios. Em seus lugares estarão mais sete guerreiros, e o primeiro deles, chamado Frodi, aparece lutando contra Aiolia. O mais engraçado em sua armadura são os seus ombros que parecem terem sido inspirado num desfile de escola de samba (com trocadilho) ou algo parecido. No mais, é uma armadura muito louca. E a armadura divina de Leão, então, é algo surpreendente e deixar qualquer fã de boca aberta. Uma grandiosidade à parte.

Estou curioso mesmo é quanto à atuação dos demais Cavaleiros de Ouro na nova trama. É possível ver Mu de Áries após os créditos finais. Talvez não dê para todos eles terem um protagonismo em cada episódio, até porque a quantidade é limitada: apenas 13 no total. Vê-los também com vestimentas civis é outra peculiaridade a ser aplaudida.

Citei sobre os créditos finais acima. Estes passaram com uma nova versão de "Soldier Dream", agora cantada pelo grupo Root Five. O recauchutamento não é o mais empolgante e belo, quanto na versão original de Hironobu Kageyama, mas não deixe de ser legal.

Há possibilidades de Soul of Gold ser trazida logo logo para o Brasil nas próximas semanas pela Toei Animation e ganhar exibição legalizada em simulcast pela Crunchyroll (a.k.a. "Netflix das séries japonesas", caso não saibas). Porém nada confirmado até o momento. Se a coisa acontecer mesmo, é provável que o acesso seja gratuito. Ou seja, aberto para os não assinantes do serviço. Assim como acontece quinzenalmente com Sailor Moon Crystal. Tomara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário