terça-feira, 3 de março de 2015

Lançamento do novo filme de Dragon Ball Z no Brasil pode ser um tiro no pé

Freeza em cena do novo filme

Frustrante. Quando se pensava que haveria alguma chance do filme Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza ter uma estreia próxima ao Japão, eis que vem uma nota confirmando o lançamento do longa para o dia 15 de outubro no Brasil. Serão seis meses de diferença e não só o Brasil está nesta "lista negra". O resto da América Latina todo também sofrerá este mal.

Particularmente, não estava com muita fé quanto ao lançamento de dois dias antes da terra do sol nascente. Estamos em março e nenhuma divulgação forte está sendo trabalhada ainda. O que eu realmente esperava era um lançamento que se desse antes de setembro. Isso porque, se prestarmos bem atenção, a grande maioria dos lançamentos de séries e filmes da Toei sempre acontecem no Japão 5-6 meses depois da estreia, na TV e no cinema, respectivamente.

Resultado: Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza cairá antes na rede. Um mês de estreia nacional. Nem preciso dizer que deve acontecer o mesmo que em 2013. Naquele ano o filme Dragon Ball Z: A Batalha dos Deuses foi lançado no Japão no finalzinho de março, e veio pra cá em outubro. O DVD/BD do filme foi lançado por lá em setembro e consequentemente vazou na internet. O resultado daquilo foi um mimimi endiabrado de meia dúzia de otakinhos dizendo "não gostei do filme" ou "filme ruim" sem ao menos contextualizar os motivos e prestar atenção nos mínimos detalhes. Daí apareceram outra meia dúzia de otakinhos que se deixou influenciar pelos outros e sem ao menos tomar uma opinião própria e deixaram de ir aos cinemas e sentir a emoção (com a nossa dublagem).

Quem realmente é fã de Dragon Ball, prestigiou aquele filme no cinema. A Batalha dos Deuses não é ruim e se analisarmos bem, toda aquela comédia e gozação que há serviu para resgatar um lado que foi perdido com o final da primeira série de Dragon Ball. Uma vez que Dragon Ball Z teve um foco na violência e com uma comédia reduzida.

Lamentável que nem a Fox e nem a Toei se preocuparam em repetir o mesmo erro do passado. Quanto ao filme Os Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário, a Toei e a Diamond Films tiveram todo um cuidado para que não dessem brecha à pirataria. Infelizmente a história vai se repetir por falta de planejamento das próprias empresas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário