terça-feira, 1 de abril de 2014

Dragon Ball não seria o que é sem a paciência de Toriyama


Todos já devem saber que Dragon Ball Kai voltará à TV japonesa, via Fuji TV, a partir do próximo dia 6 de abril (domingo). A saga que dará continuidade é a de Majin Boo. A mais mentirosa e nonsense da série de mangá/anime. Akira Toriyama, o "pai" de Goku e cia, revelou em um evento de re-lançamento de DB Kai que ao escrever a referente saga estava cansado da violência na trama.

Tudo por causa dos dirigentes da Shueisha (editora da Shonen Jump), que não queriam que o mangá acabasse tão cedo. A coisa foi toda empurrada pela barriga. Isso até fez o autor mudar a linha comediante das histórias para um tom mais sério e agressivo. Apesar da tal declaração, Toriyama disse que vai amar para sempre os seus personagens.

Mas pense aí se caso o Toriyama chutasse o balde e abandonasse o projeto. Qual seria o valor de Dragon Ball para a atual cultura pop japonesa? Em parte não seria a mesma coisa. Apesar de que agora dá pra entender o porque que a saga do "comedor de chocolates" não teve uma qualidade que deveria. Falando como fã de DB, a saga de Majin Boo teve seus momentos engraçados e tal. Mas chegou a  um ponto onde era duro aturar tantas encheções de linguiça. Praticamente dispensável.

Melhor mesmo é dar um ponto final em alguma obra quando se está no auge. Bem, pelo sim ou pelo não, Toriyama tem fez sua parte, com todas as pressões que sofreu como mangaká. Dragon Ball conseguiu revolucionar o ocidente com todo carisma e imperfeição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário