segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Os Mercenários 3 é o mais sisudo da franquia

Elenco principal do filme

Sim, o terceiro filme da trupe de Stallone e cia continua tendo toda a ação explosiva e espetacular de sempre. Só que este perdeu uma parte da essência que carregava nos filmes anteriores: a alta carga de comédia. O sarcasmo foi leve demais e quase não se arranca risadas ao assistir. Não teve um momento hilário que marcasse e ficasse na boca do povo como a clássica cena de Chuck Norris e a cobra que morreu com a picada. Em suma, o filme teve um clima mais sério e pesado.

Só quem salvava estes momentos como alívio cômico foi o Antonio Banderas como um novo mercenário atrapalhado, gago e que falava demais da conta. Praticamente um personagem "filler" que não foi o suficiente para equilibrar os elementos da série. Deu pro gasto de risadas, mesmo para um personagem de característica um tanto infantil.

Bem, o filme começa com uma pancadaria e muita explosão quando Barney Ross (Sylvester Stallone) resgata um amigo médico que estava preso. Era um veterano dos Mercenários conhecido como Doctor Death. Daí você pensa que o personagem de Wesley Snipes poderia ser mais desenvolvido no desenrolar da história. Nem chega a tanto.

A coisa fugiu de rumo com um dos heróis sendo atacado em missão. Logo Barney resolve aposentar seus homens para recrutar novatos em início de carreira. Isso para preparar uma emboscada contra Conrad Stonebanks (Mel Gibson), que é um antigo inimigo procurado pela justiça. O novo elenco não teve tanta expressividade e deixou a desejar. Você até clama pra que os veteranos voltem pra não ter que aturar uma certa vergonha ao passar da película. Pois eles sim são os antigos Mercenários e o Snipes tinha acabado de chegar. Alguém tinha que dar uma chance pro cara.

Não digo que o filme é ruim. É um bom divertimento, apesar das falhas. Vale ressaltar a introdução de Harrison Ford no elenco como o agente da CIA Max Drummer, algo como "substituto do Mr. Church (Bruce Willis). Outro ponto a ser discutido é a participação reduzida de Jet Li, coisa que vem acontecendo desde o filme passado. Arnold Schwarzenegger teve uma participação considerável e mantém seu carisma ímpar na franquia.

Quanto a dublagem brasileira, é parada preferencial para se assistir primeiro. Todas as vozes clássicas do elenco paulista e carioca se reuniram mais uma vez e mandaram brasa. Dispensa comentários.

E que venha Os Mercenários 4 e que seja bem melhor. Tomara que Jackie Chan, que confirmou sua presença recentemente, não faça feio ou fique de escanteio.

2 comentários:

  1. Um filme pra quem curte troca de tiro sem dar muita bola pra historia! Um elenco super estrelado q mesmo assim não salva o filme, que pra mim merece uma nota 4,0, ia dar 3,0 mais um ponto vai só pela Ronda. No 4 espero que Jackie Chan salve o filme ou eles bolem uma historia muito boa.

    ResponderExcluir
  2. Tem-se o Estado islâmico como inspiração para um quarto filme...
    E Jackie, Jason David "Green Ranger" Frank, Chris Tucker,Lou Ferrigo e Bolo Yeung para completar o elenco...

    O Filme se Chamará THE EXPLENDABLES 4ERVER (O Último Filme da Franquia).

    ResponderExcluir