sábado, 5 de julho de 2014

ToQger: Passado de 6º Ranger Sentai não convence tanto

Akira Nijino, tem um passado não tanto
 sombrio quanto esperado
Finalmente ToQ 6-gô (roku-gô) está entre nós. Pelo menos na série Ressha Sentai ToQger. O sexto membro Akira Nijino, outrora chamado Zaramnão tem lá um passado feliz como um membro da Shadow Line. Até aí, era de se esperar alguma coisa assim.

[SPOILERS]

O problema é que o passado de Zaram não convence muito se formos analisar. No episódio 17, exibido na semana passada no Japão, quando o personagem fala que cometeu vários crimes, logo vem na cabeça que ele poderia ter matado muitas pessoas em série ou algo desse tipo. Certo?

Só que as tais atrocidades do homem foram criar chuva e mal tempo. Coisas naturais na meteorologia. Daí ele se sente culpado por atrapalhar os compromissos de pessoas e absorver as trevas das mesmas. Parece até arrependimento de um adulto que fez alguma travessura durante a infância. Mas não poderia ter algo mais sombrio? E é porque até o ano passado, com Kyoryuger, haveria algum personagem que perdeu um ente querido. Ou poderia ter cometido algum crime maior no passado e se arrepender como nos sentais dos anos 70 e 80.


ToQ 6-gô! ToQ 6-gô!

Fora isso, Akira teve uma boa estreia na série. Antes de se transformar no sexto ranger da equipe, ele usava amargamente de sua imagination. Chovia apenas para si mesmo. Solitário, passou a proteger os trilhos da Rainbow Line.

No episódio 18, teve ainda que lidar com a frustração que carregava o seu nome de batismo e passar a adotar o nome civil. Pelo jeito ele será um sexto integrante solitário. Claro que bem mais que Hikari/ToQ 4-gô (yon-gô). Isso pode deixar o personagem mais interessante. Ainda quero ver uma história mais envolvente sobre ele ou até mais sobre seu passado.

PS: Falando nisso, rolei de rir com a tentativa do Condutor em se transformar no ToQ 6-gô. Quem acabou se transformando foi o fantoche Ticket. Uma das melhores coisas que aconteceram em ToQger. Foi hilariante!



Nenhum comentário:

Postar um comentário