sábado, 5 de julho de 2014

E (re)começa Sailor Moon Crystal

Sailor Moon Crystal já está no ar!

Finalmente chegou o dia da estreia de Sailor Moon Crystal! Você deve ter estranhado o parêntese no título, né? Foi proposital mesmo. Você pode chamar esta versão de remake, reboot, revival ou o que você quiser. A série Crystal é um novo começo de Usagi (ou Serena no ocidente) na luta contra a terrível Rainha Beryl. Com a proposta de tornar o trabalho mais fiel ao mangá de Naoko Takeuchi.

O primeiro episódio é praticamente a mesma coisa de se ver o primeiro da série clássica de 1992. Porém, com certas diferenças. Como referência, o título do episódio é o mesmo do início do mangá: "Usagi - Sailor Moon". Não vou fazer comparativos de imagens, pois isso dá trabalho e certamente isso vai surgir pela net afora. Mas deixo aqui minhas primeiras impressões e citando as principais diferenciações com a série antiga.

Dá pra notar que a nova série possui um tom mais romantizado e menos cômico que a série original. Aqui Usagi ainda é uma garota relaxada, gasguita, que não está nem aí pra escola e vive tirando notas baixas. Na cena em que ela sai correndo para não chegar atrasada na aula, ela acaba escorregando de poupança na escada e se despede de sua mãe que está lendo uma notícia sobre a Sailor V no jornal. Ao invés de preparar o café da manhã.



Usagi narra sobre ela mesma ao correr para a escola. Não logo no início em que a vemos dormindo. Seu encontro com a Luna foi mais acidental do que casual. No anime clássico, Usagi salva de uns garotos que a maltratavam na escola. Em Crystal ela acaba, na pressa, pisando-a e resolve ajudá-la. Luna está com um curativo em forma de cruz como no original.

Logo vemos uma rápida cena em que Jedeite cria um monstro. Trata-se de Morga, que foi a primeira oponente de Sailor Moon. Jedeite diz que o seu objetivo é procurar o "Lendário Cristal de Prata". Detalhe: Beryl não aparece neste episódio e sequer é mencionada.

Quando Usagi fica de castigo, ela lembra de seu sonho. Com uma linda princesa que encontra seu príncipe. Nada mais é que lembranças de sua "vida passada" como a Princesa Serenity. Sua nota na prova de inglês é exatamente de 30 pontos.

Conforme aparecem personagens próximos à rotina de Usagi, a mesma narra falando um pouco sobre estes. Para incremento, há desenhos de rosas em volta de cada personagem. Naru Osaka e Gurio Umino, amigos de Usagi, estão presentes nas conversas sobre as notas e sobre a Sailor V. Quando as garotas vão para a loja de jóias da mãe de Naru, há mais duas colegas em cena.

A clássica cena em que Usagi conhece Mamoru Chiba não chega a ser tão engraçada. O rapaz faz zoação com a cara da menina. Ao invés de vestir um blazer verde, ele usa uma roupa de gala e está com seus habituais óculos escuros. Há um trisco lance de romance no encontro. E sabemos que Mamoru está à procura do Cristal de Prata.

Outra diferença: A cena em que a mãe de Usagi fica sabendo da nota é meio rápida em relação ao anime clássico. Ao expulsa-lá de casa, já é noite. E não de dia como vimos antes. Shingo, seu irmão, joga na cara as mesmas reclamações sobre o desempenho dela. Quando Usagi dá um "Sailor V Kick", o chute é com o pé, ao invés de joelho. Aqui vemos mãe e filho tapando os ouvidos para não ouvir os berros de Usagi.



Na cena em que Luna revela que Usagi foi escolhida para ser Sailor Moon, a casualidade vigora mais que a comédia, em comparação. E a transformação? Ficou belíssima! Quando Morga, que estava disfarçada da mãe de Naru, se revela e ataca a garota, a cena é assustadora. Só que menos esticada que no anime original. Vamos pular os comentários sobre a luta para você mesmo possa conferir. Pra finalizar, a despedida de Tuxedo Kamen é mais contemplativa e não teve espaço para aquele devaneio da heroína ao vê-lo. O final do episódio dá um gancho para a aparição de Ami no próximo episódio.

Se vale a pena assistir Sailor Moon Crystal? Não tenha dúvida! A série clássica está no seu lugar de direito. Nada que venha a se ter uma desculpa para não acompanhar esta versão. Sailor Moon Crystal terá 26 episódios, com exibição quinzenal aos sábados pelo portal Nico Nico. No Brasil, a série pode ser vista oficialmente pelo Crunchyroll.

Nenhum comentário:

Postar um comentário