quinta-feira, 24 de julho de 2014

Dublagem de séries de primetime pode ser problema nas TVs pagas

Person of Interest sofre atrasos na exibição de atual
 temporada por conta de exibição com dublagem

Antes de qualquer coisa, essa não é uma crítica para falar mal de dublagem, pois é algo que gosto. Longe de cogitação. O teor do assunto é sobre o fato de alguns canais de séries na TV por assinatura deixarem atrasar as principais séries do momento para quase um ano depois de exibição dos EUA por conta das versões em nosso idioma. Tá certo que alguns canais ainda se preocupam em passar perto da exibição americana. Enquanto outras séries sofrem sérios atrasos e perdem para a pirataria.

Pra começar, é preciso entender como a coisa já funcionava. Há cerca de 15-16 anos atrás, canais como a TeleUno (atual AXN) e Fox exibia séries dubladas. Já o Sony e a Warner sempre passavam com áudio original e com legendas em português. Depois da virada do século, aos poucos viriam certas mudanças. AXN e Fox começavam a aderir as versões legendadas de suas séries. Veteranas como Arquivo X, por exemplo, ainda era mais procurado na versão dublada. Pois ainda é bastante popular e tornou-se um cult.

A popularidade e a preferência do público em geral para as versões originais até hoje são procuradas. Neste tempo, as séries dubladas se restringiam apenas na TV aberta. Mas foi em julho de 2007 que uma decisão (contraditória) do canal Fox Brasil veio de supetão. Toda a programação de séries seriam dubladas! Todo mundo ficou espantado e muitas reclamações chegaram ao prédio da emissora. A alegação da mesma era que foi feita uma pesquisa onde a maioria dizia que "preferia ver as séries dubladas". Mas como somos macacos velhos no assunto, sabemos que a maioria (lê-se: hardcore) prefere ver legendadas mesmo. Nem preciso explicar os motivos. Claro, não desmerecendo o trabalho dos dubladores que tanto gostamos.

Aos poucos canais como Warner Channel vão excluindo aos poucos as legendas. É possível notar isso nas chamadas de reprises de Arrow, Person of Interest e mais recentemente com Supernatural. E como surpresa (se é boa ou ruim, depende de quem encara), a segunda temporada de Arrow - que deveria estar no ar por aqui desde o final do ano passado - está sendo exibida com dublagem e sem opções de legenda. A tendência é acontecer o mesmo com as outras duas citadas, ou quem sabe até com novas e veteranas da casa. Questão de tempo.

A sugestão para conciliar as duas versões é que, para evitar atrasos maiores em relação à América, fossem colocadas as versões legendadas na exibição inédita (durante a vigência da temporada atual) e a atual nas reprises. É um bom modo de ser mais rápido que a própria pirataria que, infelizmente, é apelada para último caso em momentos de delay.


Nip/Tuck (2003-2010) teve um dos títulos mais bizarros na TV aberta

Agora vai um questionamento pra "botar lenha na fogueira" (rsrs): qual título soa melhor por aqui? Arrow ou "Arqueiro"? Tudo bem que é uma tradução. Mas hoje em dia os títulos originais soam melhor e são procurados por isso. Títulos em português é preferível chamar pelas séries clássicas. Quer um bom exemplo de uma série recente? Lembram do seriado Nip/Tuck, que passava na Fox e no FX? Então, o seriado passou depois no SBT como "Estética". Quem vai procurar um seriado nas lojas com esse título? Assim perde todo o sentido das personalidades dos cirurgiões Troy/MacNamara. Mas esse ponto bem que poderia render num outro papo no futuro...

Um comentário:

  1. kkkkkkkk
    na vdd, o seriado ganhou o nome de "estetica" no brasil pq colocaram este nome ai por dedução ao que se referia a serie e ngm procurou saber da empresa de dublagem a real tradução de "Nip/Tuck" e ficou por isso msm e nem sei se estes dvds e blu-rays (independendente de nome original ou ñ) sairam no mercado nacional e eu confesso que nunca vi em lojas fisicas em lugar nenhum este seriado ser vendo e tbm confesso que nunca pensei em procurar este titulo pra compra -lo em lojas virtuais desde que ele foi lançado no brasil ao longo da decada passada.

    Ass: Eduardo - Punk da periferia

    ResponderExcluir