quarta-feira, 23 de julho de 2014

Geki x Jason: Um encontro que promoverá a "paz mundial" entre os fãs de tokusatsu

Yuta Mochizuki encontrará com sua contraparte americana em breve


















Nesta semana, tivemos uma baita duma surpresa. O ator Yuta Mochizuki, mais conhecido como o Príncipe da Tribo Yamato Geki/TyrannoRanger na série Kyoryu Sentai Zyuranger (Esquadrão Dinossauro Zyuranger, 1992), é uma das atrações do Power Morphicon, que acontece no final de agosto nos EUA. Além dele, estão dois dublês que estiveram envolvidos na série: Hiroshi Maeda (TyrannoRanger) e Yasuhiro Takeuchi (Dragon Ranger).

Nem preciso dizer que são nomes da série japonesa do gênero Super Sentai que deu origem a série Mighty Morphin Power Rangers. E o mais curioso de tudo é que Mochizuki deverá se encontrar com o ator Austin St. John, que viveu na pele do herói Jason Lee Scott -- o Ranger Vermelho original da franquia americana, e que é a contraparte do herói vivido pelo ator japonês convidado.

Naturalmente, isso pode ser motivo de comemoração para os fãs que curtem ambas as franquias, como pode também deixar muitos haters fulos da vida. Não vejo motivos pra toda a raiva. Afinal, os dois marcaram gerações em seus respectivos países. E olha que vai ser um encontro que vai promover algo que já deveria acontecer há muito tempo (especialmente se tratando em termos de Brasil): a união pacífica e amigável sobre a importância de Power Rangers e Super Sentai.

Quem sabe daí role uma divulgação mais difusa dos Super Sentais. Não estou dizendo que o gênero japonês vai vingar de vez no ocidente. Mas que haja mais abrangência sobre o conhecimento do gênero japonês dos esquadrões, tanto para leigos quanto para aqueles que se dizem "fã" de Power Rangers e não sabem nada sobre a origem vinda da terra do sol nascente. Aliás, eu já tinha escrito aqui no blog do que eu acho sobre a falta de conhecimento sobre os Super Sentais. Depois que comentei sobre isso, recebi elogios de pessoas que captaram o foco da mensagem. Também recebi críticas de alguns que chegaram a me subestimar quanto aos meus conhecimentos sobre o assunto. Normal - até certo ponto. Pra você ver como o título Power Rangers é famigerado, tenebroso, confuso, motivo prum pé de guerra... E ao mesmo tempo diverte.

Espero que o encontro dos dois atores dê um basta nessa "debate" chato pra saber qual é o melhor. Super Sentai e Power Rangers são tokusatsu! Há quem queria provar o contrário, né? Aliás, no Japão o termo "tokusatsu" é designado para qualquer produção que contenha efeitos especiais. E se os japoneses gostam da adaptação americana (o que é bem diferente de ser uma "imitação"), por que eu tenho que ser obrigado a odiar? Não é verdade? Tudo é questão de abrir a mente para tentar entender como a coisa funciona ou deveria funcionar melhor.

Bom, acho que agora a era dos desentendimentos vindos desde o "bug do milênio" irão cessar para algo que parecia não ter resultado. E pra quem não está se acostumando com a ideia, pode se preparar para uma "nova era de paz". Passar disso, o choro meramente gratuito. :]


Nenhum comentário:

Postar um comentário