quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Nem a volta dos clássicos da Manchete fez sucesso no Brasil

O ninja Jiraiya

No post anterior comentei sobre o hiato que o canal de streaming Wow! Play fará a partir de março. Foram vários os fatores que levaram à triste impopularidade do serviço lançado no meio do ano passado pela Sato Company. Um dos problemas foi a aposta em séries antigas e de muito sucesso na extinta Rede Manchete como Jaspion, Changeman, National Kid, etc.

Agora venhamos e convenhamos: nem a volta destas séries garantiram sucesso. Ficou cientificamente comprovado que o próprio público, que outrora clamava pela utópica volta da Rede Manchete nos tempos das velhas comunidades do Orkut, não deu o braço a torcer.

Tem a questão do apelo de apoiar os serviços oficiais, mas como tinha dito no texto anterior, estes clássicos estão saturados. Entenda, nada contra as séries ou ingratidão de minha parte. O problema é que a imagem (ou memória) da era Manchete está muito desgastada em boa parte da tokunet brasileira. Para momento atual, o nicho carece de novos conteúdos. E é justamente o que a Netflix e a Crunchyroll vem investindo quando se trata especialmente sobre tokusatsu.

Não faltam novos títulos no Brasil, mas sempre tem aquela turma que prefere os clássicos da Manchete do que qualquer outra época. Nem mesmo esta fatia do nicho aderiu aos aclamados clássicos. Imagine se voltassem à TV aberta, né? Difícil entender o que o público saudosista quer de verdade.

Um comentário:

  1. Este povo é saudodosista sim porém também é muito acomodado e não ficam afim de gastar com assinaturas preferem ir na banca comprar DVDs piratas ou baixar as séries em casa.
    Se o canal do Sato fosse gratuíto teria uma audiencia consideravél embora o acervo que se apresentou foi o mais desgastado possível com seriados passados e gastos.

    Más este mesmo povinho saudosista e teimoso não para de assistir suas velharias no Youtube.............Porque??


    Porque é de graça

    ResponderExcluir