sexta-feira, 17 de julho de 2015

Sailor Moon Crystal veio pra superar de vez as séries clássicas da franquia

As heroínas na mais recente versão para a TV

Desde o começo, acompanhei quinzenalmente os episódios de Sailor Moon Crystal. Tá certo que em meio a tantos elogios há sempre aqueles que podem taxar a volta da heroína e cia como "falta de criatividade" ou coisa da "crise de dos animes". Tudo bobagem. Já no primeiro episódio pudemos perceber de que aquela nova versão de Sailor Moon era algo que prometia ser espetacular. E realmente foi. Digo mais: foi mais além e superou divinamente as séries clássicas.

Quem assistiu as antigas temporadas - exibidas no Brasil em canais como Manchete, Cartoon e Record - se deparou com várias situações criadas especialmente para a TV. Dentre elas estavam aquelas que tiveram um tom mais hilário do que o próprio mangá original de Naoko Takeuchi. E a intenção foi de aproximar a web-série (ativa no Brasil gratuitamente via Crunchyroll) dos quadrinhos e da forma mais fiel possível.

Com certeza, Sailor Moon Crystal é uma importante obra prima da franquia e não é a toa que está sendo uma das mais aclamada dos animes da atualidade. Ganhou destaque em emissoras de TV em França e Portugal, onde começaram a ser exibidas regularmente. Além de garantir espaço na programação das temporadas de algumas emissoras japonesas como TOKYO MX e BS11, semanalmente nos fins de tarde e nas madrugadas das temporadas de primavera/verão. Sem contar que a própria é rica em romantização e drama. É algo perfeito e que o espectador tem o prazer de assistir e admirar. Ah, é preciso que se diga que a animação (lê-se: traços) é escola para Os Cavaleiros do Zodíaco: Alma de Ouro e de longe é o melhor desde a primeira série de 1992, que foi originalmente ao ar nas noites de sábado da TV Asahi.

Sailor Moon Crystal deixa saudades e há a promessa de voltar com mais uma penca de 26 episódios no futuro. Sem dúvida alguma, é a versão que falta pra nossa "marinheira da lua".

Nenhum comentário:

Postar um comentário