segunda-feira, 13 de abril de 2015

Alma de Ouro depende da audiência exclusiva por on demand e do cancelamento das fansubs

Aiolia em ação na nova série

A tão aguardada série Os Cavaleiros do Zodíaco: Alma de Ouro está oficialmente no ar desde a última sexta-feira (10) em todo o mundo, com exceção de alguns países. Caso não saibas, a série tem licenciamento garantido no Brasil e pode ser visto pelos serviços de streaming Daisuki e Crunchyroll (respectivamente aqui e aqui). Ou seja, não espere tão cedo passar na TV brasileira, já que a coisa é mais incerta do que uma galinha pôr ovos de ouro ou coisa do tipo.

Bem, se as séries estão disponíveis por on demand e ainda mais de forma gratuita, então nem precisamos nos dar o trabalho de baixar, né? Ora, tá tudo lá mesmo e tão cedo irá sair do ar. A tendência é da disponibilidade perdurar por vários anos pra gente assistir a hora que quisermos.

Mas sempre tem aqueles que aparecem como os supostos "salvadores da pátria", afim de conquistar algum crédito indevidamente. É o caso das fansubs que acabam disputando com estes serviços e consequentemente atrapalhando todo o mercado projetado. O teor do post não é nem fazer juízo quanto a quem baixa ou quem não baixa. Mas sim discutir sobre as consequências desta troca do certo pelo duvidoso.

Vejamos a lógica do raciocínio: alguém perde tempo (minutos/horas afim) baixando um episódio que já estava muito cedo no ar e pontualmente nos serviços, poderia ajudar a contabilizar nos números de audiência da série? Todos sabemos que não. Felizmente temos fãs conscientes no Brasil em relação à disponibilização oficial dos serviços. Mas vejo ainda muita gente por aí falando que tal serviço "não presta" sem ao menos nunca ter feito uma análise. Reclamam que "não dá pra baixar" e esquecem isso é totalmente obsoleto no próprio Japão, diante à gravadoras digitais. Fora que já disseram que "tal serviço traduz nomes de golpes" quando tem fansubs que não fazem diferente. Gente, vamo acordar pra vida. 2015 chegou. Novas mídias, novas tecnologias, novos tempos. Não dá mais pra ficar na idade da pedra.

Então, os números de audiência de Alma de Ouro pode variar para "regular" ou "bom" para Toei Animation. Mas esse cosmo poderia explodir o sétimo sentido se fosse pra "ótimo" ou "excelente". Isso se os otakinhos-leite-com-pera colocassem a mão na consciência e percebessem que isso pode ser um risco para a existência de uma possível segunda temporada no futuro. Ou seja, quanto mais pessoas baixando, menos audiência pro anime, e a série pode ser descontinuada/cancelada. Essa é que é a verdade e não tem por onde correr. Depois nem adianta chorar pelo leite derramado depois. Traduzindo: reclamar por não ter segunda temporada e não saber por qual motivo.

Olha, teve um tempo em que as fansubs ajudavam bastante na divulgação de animes não licenciados no Brasil. Justamente por não haver serviços que veiculassem os tais de forma oficial e com preço justo. Seja gratuito e/ou pago. Hoje em dia há uma disputa desesperadora das fansubs brasileiras em querer legendar animes e tokusatsus lançados nos serviços oficiais. Mal sabem os donos das mesmas perdem por (re)fazer um trabalho que já foi feito, perdem os próprios fãs e perde a industria da animação japonesa (do qual tanto se dizem abraçar e defender a causa). A regra é clara. Se é pra divulgar o que falta, então que tal focar nos materiais que que nunca chegaram ao Brasil pela TBS e pela Toho? Afinal, que bem me lembro, antigamente a função das subs foram de divulgar séries inéditas num determinado país (como o nosso). A coisa não é mais assim, infelizmente, e se escancarou de vez.

As fanbus que estão aí subando o Alma de Ouro tem mais é que cancelar o projeto, em respeito ao material trazido para o Brasil, e focar nas séries inéditas. Por mais que a coisa não seja legalizada e não tenha direitos no Brasil. O mesmo vale para as subs que estão legendando séries de tokusatsu (atualmente série e filmes de Ultraman) já licenciadas por aqui pelos on demand. E é preciso que se diga que as fansubs gringas são muito mais conscientes que as daqui. Pois elas não estão preocupadas em chegar primeiro quando tais serviços já fazem suas partes e são oficiais por direito.

Ainda bem que temos gente que está valorizando a transmissão oficial e isso é importantíssimo para que a popularização de Alma de Ouro no Brasil seja bem vista pela Toei. Falando nisso, o pessoal do site CavZodíaco está fazendo uma campanha bacana de conscientização. Sem contar que eles criaram um hotsite e um podcast para entrar no embalo. Assim deve ser a força do Leão dourado e tal bravura deve reconhecer o esforço da Toei em popularizar Cavaleiros maciçamente em tempo real.

PS: Saiu ainda pela manhã uma informação dos bastidores que as visualizações do primeiro episódio somadas pelos serviços Daisuki e Crunchyroll registraram cerca de 1 milhão. É um número surpreendente, mas que poderia ser maior do que isso.

4 comentários:

  1. Quanto ao número de espectadores, muitos ainda estão perdidos no tempo e sequer sabem da data do lançamento mundial. O ideal é que eles dêem tempo ao tempo para que esse número de visualizações suba conforme eles esperam.

    ResponderExcluir
  2. Olá Priscila. O horário dos novos episódios no Brasil são sempre às segundas e quartas sextas-feiras de cada mês, ao meio-dia. Pode ser que o número venha a aumentar nos próximos 10-11 dias.

    ResponderExcluir
  3. Priscila e César, os episódios de Soul of Gold sairão AQUI NO BRASIL, a cada duas sextas-feiras, as 12:00 (meio dia)...

    ResponderExcluir
  4. Eu assisti pelo Daisuki e sinceramente o seu texto é correto e justo, mas necessariamente sobre essa nova serie de Cavaleiros, se o padrão de qualidade for como esse do primeiro episodio eu prefiro que seja cancelado. (continue lendo)

    Toy Animation mais uma vez faz um trabalho porco e não é saudosismo de minha parte, algo novo como Saint Seiya Lost Canvas era muito melhor que tudo feito desde a serie original ao meu ver, prefiro o retorno dessa. Mas vamos ver os próximos episódios.

    ResponderExcluir