sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Agent Carter valeu apenas pela volta da heroína

Peggy Carter em sua série própria

E a série Marvel's Agent Carter chegou ao fim nesta semana, tanto nos EUA quanto no Brasil (por aqui pelo canal Sony). Foram oito episódios programados que mostraram Peggy Carter após os eventos do primeiro filme do Capitão América.

A série começou interessante, ligando referências aos eventos anteriores sem restrições como acontece em Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D.. A fotografia vista como cenário para os anos 40 teve a mesma competência e qualidade
cinematográfica vista no cinema. A interpretação de Hayley Atwell foi impecável como sempre. O que não ajudou tanto foi o ritmo que a Marvel colocou para a trama nas telinhas. Nem é por se passar em uma época antiga, pois poderia ser mais instigante do que foi apresentado, independente de ser no passado ou não. Tinha sim uma conspiração em torno, mas faltou um importante elemento: a imprevisibilidade.

Apesar de não empolgar quanto deveria, Marvel's Agent Carter foi bem superior que a série do Agente Coulson. Quem sabe venha uma segunda temporada e tenha um desenrolar mais frenético. Isso saberemos no máximo em maio que vem. A Marvel necessita abrir estes horizontes como sua concorrente DC Comics vem fazendo há tempos na TV. Mas ainda assim, valeu por ver Carter novamente e superando a dor de não ter Steve Rogers ao seu lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário