sábado, 15 de abril de 2017

Emerson Camargo era uma das vozes mais importantes da história do tokusatsu na TV brasileira

Emerson Camargo em 1993 (Foto: Reprodução/E No Próximo Episódio)

Sem dúvida alguma, uma das vozes mais importantes ligadas à dublagem é a da Emerson Camargo. Começou sua carreira aos 16 anos traduzindo diálogos de filmes na antiga AIC São Paulo (hoje BKS). Logo passou a dublar a partir de 1964. Ele foi responsável por emprestar a voz ao primeiro super-herói japonês a passar na nossa. O lendário National Kid. Aliás, uma das séries mais importante da história do tokusatsu no Brasil, tão quanto Jaspion, Ultraman e tantos outros.

Emerson foi o primeiro dublador do Capitão Kirk, em Jornada nas Estrelas. Ao mesmo tempo que era diretor de dublagem da AIC e grande fã de ficção científica, ele havia feito um teste para interpretar o personagem vivido por William Shatner na TV, sendo aprovado pela distribuidora. Participou também na dublagem de várias séries clássicas, sendo os mais memoráveis em O Agente das UNCLE (a primeira voz de Ilya Kuryakin) e Jeannie é um Gênio (primeira voz do Major Nelson).

A charmosa voz de Emerson Camargo passou por várias passagens do tokusatsu em nosso país. Além de National Kid, foi ele quem narrou Ultra Seven, além de fazer pontas em alguns episódios da mesma série, como por exemplo, como Alien Annon no episódio 16 ("Olhos Onipotentes"). Em 1993, a convite da Sato Company, volta a dublar Masao Hata/National Kid em episódio lançados diretamente para VHS. A redublagem foi realizada em seu próprio estúdio, a Windstar. Porém o nome do estúdio não é mencionado na redublagem de National Kid e sim a do próprio Emerson. Afim de registrar a volta do dublador original ao papel. A Windstar dublou mais duas séries tokusatsu. Em Winspector e Patrine, narrou os episódios. Sem contar que ele foi Madocks (segunda voz) e Hayato Nakami (o pai da Estrela Fascinante), respectivamente. A Windstar fechou as portas e Solbrain, a continuação de Winspector, foi dublado na Mastersound. Lá estava mais uma vez a voz de Emerson como narrador e também como o computador Cross 8000 (sucessor de Madocks).

National Kid retornou em 2009 numa coleção definitiva em DVD, via Focus Filmes. Faltavam apenas as sagas "O Mistério do Garoto Espacial" e "Os Zarrocos do Espaço" para receber uma nova dublagem, um vez que elas não foram includidas no lançamento em VHS, nos anos 90. Sendo substituído por Afonso Amajones, que é veterano em séries do gênero. Emerson já estava aposentado e não queria mais voltar. Mas seus últimos trabalhos em tokusatsu se deram na narração dos filmes Superior Ultraman 8 Brothers e Ultraman Zero: A Vingança de Belial. No primeiro mencionado, dublou o Alien Hipólito (vilão que apareceu pela primeira vez em Ultraman Ace).

Ao lado de tantos outros dubladores como Gilberto Baroli e Carlos Laranjeira, por exemplo, Emerson Camargo é uma das vozes que mais admiro e que tem meu favoritismo. Parte do seu legado ficou registrado para apreciarmos sua interpretação que carregava todo um charme nas produções por onde passou. Não apenas na dublagem, como também sua voz está imortalizada para quem acompanhou as gerações passadas da TV brasileira. Vá com Deus, cavaleiro da paz e da justiça.

Em homenagem, deixo aqui um vídeo com a dublagem perdida do episódio final de National Kid, com a voz de Emerson Camargo:

2 comentários:

  1. Fera. Em nosso imaginario eram as vozes reais dos personagens dos quais dublou ,series que narrou ,magistralmente ,esta perpetuado nas lembranças de cada um denos que puderam usufruir de seu talento. Nossas mais respeitosas homenagens

    ResponderExcluir