sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Bunka Pop comete erro crasso com o Homem-Aranha japonês

O Homem-Aranha da Toei

É legal ver a PlayTV abrir espaço para a divulgação da cultura pop japonesa (anime, mangá, tokusatsu, etc) na TV paga. E ainda mais quando são dois cosplayers carismáticos como a Moo e o Jack apresentando. Apesar da boa intenção, alguns deslizes de informação acabam passando. Coisas que dão pra perdoar. Mas não é o caso da edição desta quinta (1) do Bunka Pop sobre Spider-ManAssim como muita gente fala ERRONEAMENTE por aí, os dois também chamaram diversas vezes o Homem-Aranha da Toei Company de "Supaidaman".

Vamos por partes: uma coisa é a pronúncia em japonês pelo katakaná (alfabeto específico para palavras estrangeiras). Outra coisa é a romanização. Na série é mencionado mesmo o nome "Supaidaman" porque essa é a pronúncia deles para o termo ocidental "Spider-Man", que é o nome do personagem criado por Stan Lee. Portanto esse termo aqui no ocidente é oficial e o mais correto e adequado a se usar por aqui. Se é oficial, por que então usar o termo pela pronúncia em katakaná, sendo que esse é mais apropriado para os japoneses do que para os ocidentais?

Há quem diga que o termo é legal, bonito e coisa e tal e tal e coisa. Mas realmente não dá. Ficou bem estranho. Se for pra dizer "Supaidaman" então somos obrigados a chamar Spielvan de "Supiruban", Jetman de "Jettoman", Red Baron de "Reddo Baron", Ultraman de "Urutoraman", Power Rangers de "Pawa Renja" e por aí vai. Aliás, pergunta pra algum gringo como ele chama o aracnídeo japonês. É só ver, por exemplo, no recente crossover nos quadrinhos onde o herói japonês surge. O termo correto/oficial sempre foi e sempre será Spider-Man. Passar disso é apenas um mero hábito que veio do finado Orkut e que só e somente existe por aqui.

E mais: o planeta Spider se pronuncia "Supaida" em japonês. Leopardon se pronuncia "Reopardon" também neste idioma. Mas existem os termos oficiais em romaji que devem ser usados por nós que não moramos na terra do sol nascente. Tudo é questão de dar um Google e ver como isso funciona na prática. Japonês pode ser uma língua difícil, mas quanto ao alfabeto katakaná dá pra compreender numa boa sem ter grandes noções no idioma.

Ah, senti falta na edição do Bunka Pop de uma mencão básica sobre a vilã Amazoness, o detetive Juzo Mamiya e outros elementos que fazem de Spider-Man uma série legal e cheia de carga dramática assim como tantas outras séries tokusatsu como O Regresso de Ultraman, Jaspion, Metalder, etc. Isso poderia ser abordado no lugar dos bastidores do programa. Seria mais interessante um pouco mais de espaço para o bom e velho aracnídeo da Toei Company.

2 comentários:

  1. Bom, já que o tema é corrigir, não é romanji (não tem esse N aí no meio), é romaji.
    [ ]'s

    ResponderExcluir