quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Enquanto Bioman é reprisado na França, falsa ditadura da Saban impera no Brasil

Bioman agita no horário nobre da França

Talvez você saiba que Bioman está sendo reprisado na França durante o horário nobre da TV local. O Super Sentai de 1984 (lançado por lá no ano seguinte) teve um sucesso equivalente ao Changeman no Brasil e caiu no gosto dos franceses. Bem mais que Gavan (onde foi o "Jaspion" do país e rebatizado de X-Or [X-Ouro]).

Bacana. Mas o que o Brasil tem haver com isso? Então, sabe aquela desculpinha furada que já foi desmentida umas trocentas vezes na internet, que volta e meia surge pelos anti-Saban com a reza de uma ladainha negativista que diz "tokusatsu não passa mais no Brasil por causa dos Power Rangers"? Bem, taí o Bioman pra provar o contrário. Outro exemplo é a volta de Shaider (que foi adaptado para a segunda temporada de VR Troopers) na TV filipina. Se a Saban fizesse alguma restrição mundial onde todos os países fossem proibidos de passar algum ou outro tokusatsu japonês, não estaria passando Red One e sua turma na França. Aliás, lembra que passavam reprises e alguns lançamentos inéditos do tipo na segunda metade dos anos 90 por aqui? Pois é. Além do mais, nos anos 2000 vieram apenas dois títulos na TV: Ultraman Tiga e Ryukendo, que fecharam o ciclo do tokusatsu na TV. Sem contar que séries e filmes da Família Ultra foram lançados recentemente em home-video e streaming em seguida.

A Saban pode sim ter adquirido os direitos de algumas séries da Toei Company. E isso não faz de Haim Saban um grande satã ou um ditador neonazista onde escolhe qual país vai passar ou não algum tokusatsu original fora do Japão. É uma invencionice muito louca que ainda tenta perdurar de um jeito ou de outro como se fosse uma verdade comprovada cientificamente. Os tempos são outros e a Saban lançou Zyuranger e o próximo Sentai a ir aos EUA será Dairanger. Há o interesse da Shout! Factory em lançar Kakuranger na terra do Tio Sam, mas ainda são planos. Enfim, foi graças aos Power Rangers que os americanos tiveram interesse no genuíno tokusatsu da terra do sol nascente.

Os franceses são gratos ao Haim Saban, pois o próprio levou séries japonesas de tokusatsu para a França. Enquanto praticamente metade dos fã brasileiros fazem uma tempestade em copo d'água achando que a culpa é dele pela queda do tokusatsu na TV brasileira. Esse problema é somente nosso e de mais ninguém. Fora do Brasil, outras séries foram lançadas depois da estreia de Power Rangers. Mas como a economia fala mais, os altos custos de um licenciamento de uma produção japonesa acabam desanimando as empresas. Veja bem, a Toei cobra caro de qualquer país. Aliás, quem ou o quê garante que o tokusatsu seria mais popular no Brasil, EUA, França, Filipinas, Itália ou qualquer outro país se por acaso não existisse a franquia mundialmente popular chamada Power Rangers? E o que seria do Super Sentai se não fosse pela Saban, né? Acho que nem preciso dizer que fim teria. Quem for esperto sabe do que se trata.

Noves fora: É verdade que a Saban errou feio em muitas produções. Algumas foram bem engraçadas de tão constrangedoras. Ainda assim conseguiu boas temporadas de Power Rangers, que são tão boas quanto um Super Sentai clássico. Não é muito diferente da Toei que continua acertando e errando. É preciso que se diga que nenhuma produtora é perfeita. Eu acho que os fãs brasileiros deveriam tomar os americanos e franceses como exemplo. Sendo menos ingratos e mais pacientes. Um pouco mais de informação e compreensão nunca é demais.

Gostar ou não de Power Rangers é outra parte da novela. Direito de cada um.

2 comentários:

  1. Incrível! Não sabia que esse papo de "Monopólio Saban" era só boato.

    Não curto Power Rangers, mas também nunca me uni ao pessoal que faz cruzadas e protestos contra a série. Se não gosta, não veja e não encha o saco. Mas confesso que (só por zoeira inocente) gostava de Bulk e Skull, por serem bem patetas. Haha!!

    ResponderExcluir
  2. Tenho um canal do YouTube,e lá eu posto episódios de Metalder ,são impedidos de ganhar por visualização,até ai td bem,não ligo pra isso,mas notei algo interessante que a empresa que detém os direitos autorais e somente nas partes da luta,Chama SabanPowerRangers,deve ser por causa dos VR Troopers.

    ResponderExcluir