segunda-feira, 6 de março de 2017

Quem dirá que Power Rangers vai proibir o tokusatsu na Coréia do Sul?

Os primeiros Rangers sul-coreanos

Você deve estar sabendo sobre a nova versão coreana de Kyoryuger, né? Antes de qualquer coisa, vale mencionar que a série Super Sentai original de 2013 passou na Coréia do Sul como Power Rangers Dino Brave. Bem como acontece todos os anos por lá quando uma nova série Super Sentai é lançada. Devido ao sucesso, a série ganhou uma adaptação como Power Rangers Dino Force Brave. Sendo a primeira adaptação sul-coreana de Super Sentai.

Ao contrário da lógica de quem acha que "onde tem Power Rangers não tem tokusatsu" (como se a franquia nipo-americana não fosse), esta nova versão deve agregar e contribuir para o cenário do gênero no país. E claro, não vai proibir a exportação de séries japonesas por lá (que nem foi o caso do Brasil, entenda). O curioso é que a maioria dos atores são artistas de bandas de K-pop, o que é bem comum esse tipo de coisa nas séries de dramas locais. Mais interessante ainda é o envolvimento do competentíssimo Koichi Sakamoto na direção.

Vendo essa harmonia que a Toei tem com a Saban (dos EUA) e agora com a Daewon Animation (da Coréia do Sul), fica mais uma prova de que não tem essa de proibição de novas séries Super Sentai no Brasil ou em qualquer outro país. O que falta mesmo por aqui é interesse das distribuidoras locais e a motivação de boa fatia do público. Fato.

E é bom deixar claro um coisa: tanto Power Rangers feitos nos EUA quanto na Coréia, no Brasil em até no Azerbajão são tokusatsu. Não é porque uma produção é feita fora do Japão que a essência seja inexistente.

Um comentário:

  1. Cortar as cenas dos atores japoneses editar mutilar e destruir uma historia original e no fim chamar de power ranger!!kkkkkk e ainda chamar de tokusatsu!!
    faça me um favor!!
    tem quem goste!!!
    eu prefiro ver as series originais japonesas do jeito que elas são!!!

    ResponderExcluir