quarta-feira, 22 de março de 2017

Jaspion e o episódio que jamais foi ao ar

Jaspion e MacGaren quase tiveram um episódio com uma pegada de série Ultra

A grande maioria dos episódios do grande Tarzan Galático foi escrita pelo competentíssimo Shozo Uehara. Foram 42 de um total de 46 episódios exibidos originalmente pela TV Asahi entre 1985 e 1986. Ele foi responsável por trabalhar em vários episódios da trilogia dos Uchuu Keiji, da Família Ultra, sem contar que ele é um dos responsáveis pela concepção de Kamen Rider BlackOs demais quatro episódios foram escritos pelo falecido roteirista de animes Haruya Yamasaki.

Poucos sabem que Jaspion teria um episódio escrito por Shigemitsu Tagichi, que por sinal estava cotado para se integrar ao staff. O mesmo foi roteirista principal de Ultraman Taro e Ultraman Leo. O episódio se chamaria "Kimi wa kyojû o mita ka‖?" (algo como "Você viu o monstro gigante?") e não se sabe o motivo por não ter sido aprovado nem em qual ponto da trama se passaria.

O episódio começaria apresentando o garoto Tetsuo, que tem a mania de mentir para chamar atenção de seu pai. Um dia ele descobre o monstro Brackle, que aparecia somente quando sugava energia elétrica. Ao saber da intervenção de Tetsuo, MacGaren (Mad Gallant) mata o pai do garoto, armando um acidente. Porém, ninguém acredita no ocorrido, pois Tetsuo tem a fama de mentiroso e ninguém acredita em sua palavra (nem mesmo sobre o monstro e a morte de seu pai) e muito menos a polícia.

O único que acreditou em Tetsuo foi Jaspion e assim o herói começa sua investigação. Brackle era um monstro dócil até ser enfurecido pelo poder de Satan Goss. O monstro ataca o Gigante Guerreiro Daileon com suas presas e morde o braço do robô gigante, soltando até descargas elétricas (o roteiro foi bem detalhado). O final seria triste, com Tetsuo sem o pai e Jaspion lhe dando forças para superar a dor.

Dá pra ver que este episódio de Jaspion teria uma pegada que lembra muito as séries Ultra com o garoto mentiroso, que também serviu de elemento para outras séries clássicas do tokusatsu.

Créditos: Alexandre Nagado, Michel Matsuda e Rodrigo de Goes (e-book Cultura Pop Japonesa - Histórias e Curiosidades)

Leia também:

- Relembrando os JAC Brothers

- Jaspion e a origem que o Brasil desconhece

5 comentários:

  1. O Blog ficou mais digamos assim...vivo..! Muito Bacana mesmo...legal você trazer essas matérias de roteiros que não foram filmados..Tem um também do Spectroman que seria uma história bem bacana..Só um detalhe tente ser um pouco mais receptivo com aqueles que prestigiam seu Blog e fazem comentários em suas matérias... Pouco vejo você comentar conosco....eu particularmente gosto muito de seu Blog mas acho que falta só isso....Eu também conheço o Michel Matsuda somos amigos desde o tempo do Neo Animation lá nos anos 90.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sou das antigas!. Obrigado pelo prestígio. Também achei o visual meio "morto" e tinha que mudar. Então, sempre que posso eu respondo os comentários dos leitores. Vida corrida, sabe? (rsrs) Me esforçarei pra estar mais presente nessa nova fase. E eu conheço o Michel desde o auge do Fórum Tokubrasil (lá eu era o Top Gunder). Um dia quero visitar o Japão e conhecer os eventos de lá, onde ele faz cosplays. Grande abraço.

      Excluir
  2. Podiamos fazer uma campanha pra Trazer o Hikaro Kurosaki ao Brasil pra uma entrevista, esse cara merece muito !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paula. Infelizmente o Hikaru Kurosaki não quer mais saber de tokusatsu.

      Excluir
  3. Esse episódio teria a mesma temática do episódio 5. A menina com fama de mentirosa que vê um monstro que ninguém vê. E o monstro recebe energia peli toque da flauta.

    ResponderExcluir