sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Em Death Note, Misa Amane rouba cena e L vira o rei do novo drama

Olha, esse novo drama de Death Note é uma das melhores coisas que está passando atualmente na TV japonesa (e também no streaming oficial no Brasil e no resto do mundo

via Crunchyroll). Algumas mudanças são bem significativas nessa nova produção pra TV, se comparadas ao mangá/anime. Há situações que lembram a obra original de Tsugumi Ohba e outras que mudam o rumo de forma impressionante e com boas doses de imprevisibilidade. Ambas são de deixar o telespectador roendo as unhas e ficar na ponta do sofá.

Há pelo menos dois personagens principais que estão se destacando e deixando suas marcas. A primeira é a Misa Amane que teve breves aparições, mas bem chamativas. Não apenas pela beleza e graciosidade da atriz Hinako Sano. É que Misa está aparecendo com uma certa periodicidade em meio ao paralelo do foco no anti-herói Light Yagami e seu passado está sendo mais explorado. Claro que esta é a ponte de ligação que os roteiristas criaram para aproximar os dois, que não por acaso possuem seus Death Notes. Mas foi no episódio desta semana que ela teve mais importância. Misa pode ser menos articulosa como um segundo Kira e atrapalhar involuntariamente o seu admirado e a equipe de investigação. Mas até aqui não tem como sentir raiva ou constrangimento da gatinha. Muito pelo contrário, ela está movimentando o desenrolar do enredo.

Outro personagem que eu tiro o chapéu é o L. Primeiro de tudo, esta versão do investigador tem um certo charme que desperta a atenção da mulherada. O personagem não foi feito pra ser um galã de novela ou algo do tipo. Era pra ser feio e esquisito mesmo. Mas Kento Yamazaki dá um tom mais sensual. Aliás, a cena em que L toma banho com Light virou brincadeira entre os fãs como "boys-love". Bem nonsense pro contexto, mas não deixa de ser uma ideia meio engraçada. Voltando sobre o L, a impressão é que temos é que o cara se tornou o rei do novo drama (trocadilho com o Light original). A disputa pra saber quem é o mais inteligente está mais acirrada aqui. Emocionante seria pouco pra definir essa corrida. Ele está mandando bem e mostrando que sabe jogar e armar estratégias. Sem medo de afirmar, suas artimanhas o ajudam a superar sua contraparte original.

Cada vez que Misa e L crescem na trama, Light fica no cabide. Não que este Light seja ruim, entenda. Ele tem o seu valor como personagem mais humanizado e que não tem aquela ideologia de ser um "deus do novo mundo" ou "trazer a paz". O protagonista deste TV drama (ou "dorama" para os íntimos) tem um senso de justiça e inteligência. Porém, tem sua desvantagem em relação ao seu arqui-inimigo. Isso provavelmente o encurralará no próximo episódio, pelo que deu a entender no preview.

Nenhum comentário:

Postar um comentário