sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Vá com Deus, Rossi


Caramba! E não é que morreu mesmo o rei do brega Reginaldo Rossi! O cantor do mega sucesso "Garçom" bateu as botas poucos dias depois de descobrir o câncer. Não escondo o meu gosto pelas músicas do cara. Aliás, um breguinha romântico é sempre bom, fala a verdade.

Cresci escutando as músicas do Reginaldo, como a maioria que passou da casa dos 20-30 anos. Mesmo quem não fosse fã de brega, alguém acabava escutando as músicas nas esquinas e até cantarolava os hits dele. Eu lembro que nos tempos de escola, eu e mais dois amigos chegamos a cantar uma vez  num ônibus aqueles sucessos dele dos tempos da Jovem Guarda. Nessa mesma prosa, a favorita era "Tô doidão". E olha que sempre que escutava a mesma eu repetia sem parar. Isso eu tinha lá meus 9 ou 10 anos. Música boa naquele tempo tinha um valor inestimável. Profissionalmente falando, Reginaldo Rossi teve uma parte importante na minha carreira como radialista. Pois quando comecei -- na brincadeira -- fazendo um programa de músicas brega na extinta Rádio Comunitária Paupina FM (aqui em Fortaleza), além de tocar as músicas dele eu e o amigo locutor Wellington Mesquita fazíamos imitações dele ao tocar a música "Leviana" no Bregão da 104. Fora as coisas engraçadas que fazíamos nos bastidores. Sem contar que a presença do cara em programas de auditório sempre me cativava de alguma forma. Tinha lá algumas besteiras que ele falava, mas coisas à parte, eu curtia mesmo era o jeito dele falar (bicho!) e das músicas que ele cantava. Isso me inspirava pra fazer imitações dele. Coisas que eu fazia por esporte quando moleque.

O Reginaldo também é lembrado pelos fãs de seriados japoneses por ter um visual parecido com o também falecido Shotarô Ishinomori, o pai dos Kamen Riders. Aparentemente nada haver, não tem como não lembrar do rei do brega ao ver a imagem do mangaká. Inevitável surgir brincadeiras do tipo "separados por uma cabeleira" ou algo assim. Bem, fica o registro de algumas lembranças que tenho do cantor.

PS: Em 2009 minha irmã e mais algumas amigas dela tiveram a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente quando estavam de passagem em Recife. Infelizmente nenhuma delas possuem mais as fotos com o homem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário