segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Dragon Ball Super recicla elementos batidos em temática sobre universos paralelos

Vados e Champa

De uma certa forma a gente pode dizer que Dragon Ball Super começou de vez. Tivemos nos primeiros sete meses de exibição versões alternativas dos filmes A Batalha dos Deuses e O Renascimento de 'F', exibidos nos cinemas do Japão e também do Brasil. Finalmente aparece Champa, uma versão gorda do Bills que é irmão gêmeo do deus da destruição. Ambos possuem o mesmo título, só que em mundos diferentes. O mesmo caso é parecido com Vados, que é irmã de Whis e tem a mesma função de mestre/auxiliar de seus respectivos deuses.

Pelo visto Akira Toriyama deve apostar em temas como realidades alternativas, mundos paralelos, etc. Algo que está em evidência há um bom tempo nas HQs, séries americanas, cinema, tokusatsu, etc. Isso é legal e se depender do ritmo que a série levar, pode explorar perspectivas de mundos diferentes ou quem sabe até versão alternativas dos personagens. Acredito que o foco esteja mais pro lado do Sexto Universo, a versão "gêmea" do Sétimo (onde se encontram os personagens que conhecemos de longa data). É inevitável que venham a surgir especulações e mais especulações dos fãs de DB.

O problema é que Toriyama está renovando a temática com os mesmos elementos de fases anteriores de DB. O time de Bills e o time de Champa vão se enfrentar num torneio de artes marciais e até uma busca de outro tipo de Esferas do Dragão está no jogo. Esta última alternativa já era esperada quando as sagas foram divididas. Mas quanto à disputa, a coisa pode não causar tantas surpresas e cansar o público.

Ainda falta uma grande ameaça pra movimentar a trama. Toriyama deve estar preparando algo. E conhecendo o seu trabalho em Dragon Ball, a coisa deve ficar na enrolação. Pode apostar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário