quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Guerra Lendária de Power Rangers decepciona amargamente

Jason David Frank de volta como Tommy Oliver

Nem foi ao ar ainda pelo Cartoon Network brasileiro e já saiu a versão dublada do final de Power Rangers Super Megaforce na internet. Lá acontece a tão esperada e comentada Legendary Battle, que nada mais é que a versão americana da Legend Taisen ocorrida na série japonesa Kaizoku Sentai Gokaiger (de 2011).

[SPOILERS]

Fazendo uma comparação básica, a guerra americana dos Rangers foi um fiasco só. Não teve a mesma emoção quanto aquela que homenageou todos os Super Sentais de até então. Nem precisa ser assíduo às duas últimas temporadas (incluindo o Megaforce) que quem manjar - de pelo menos das versões originais - percebe que a Saban deu aquela forçada de barra na história. 

Tipo, os Rangers aparecem reunidos para enfrentar os soldados e fim. Nem cito sobre a luta entre os Rangers contra The Armada por ser outro assunto. O foco é quanto à reunião que ficou apenas para o final. Tudo sem graça e nonsense. Sem contar podemos ver alguns furos como o "Ryu Ranger" (de Dairanger) surgir do nada no meio dos Rangers oficiais (americanos). Os Alien Rangers (Kakuranger) também entraram de gaiatos do acaso. Fora a luta ser resolvida pelo tiro dos canhões e o mais estranho: a saída dos Rangers lendários como o mesmo efeito que descreveu o sacrifício dos poderes dos Super Sentais na Legend Taisen.

Resumindo: Nem precisava ter essa "guerra" (que de assustadora não teve absolutamente nada). Melhor dizendo, não precisava ter uma adaptação de Gokaiger. A série dos tripulantes do Gokai Galeon é inadaptável por natureza. Veja bem, aqui não é um papo de "saudosista-mancheteiro". Gosto sim de Power Rangers e curto a fase clássica da Saban (de Mighty Morphin até Força do Tempo) com todos os defeitos que tem. Mas Power Rangers Super Megaforce, juntamente com Power Rangers Samurai/Super Samurai, são exemplos de uma ousadia atrevida da detentora americana em querer ganhar lucro criando subtramas por cima de séries que tinham raízes próprias. O resultado é intragável. Talvez a temporada campeã em furos de edição. Ou o que é, por exemplo, aquele take cortado da Ranger Key do "Change Dragon" e logo em seguida ter um "Red Mask" no lugar?

Sobre a dublagem, as vozes do elenco principal são horríveis. Não combina em nada. Imagine então ouvir as vozes de Tommy, Wes e Cassie modificados? Melhor seria se os trabalhos ainda estivessem sendo feitos no Rio de Janeiro.

Enfim, Power Rangers Super Megaforce e principalmente está "batalha lendária" são coisas pra serem esquecidas pra todo o sempre.

3 comentários:

  1. o tommy teve 2 dubladores e numa dublagem da versão da fita do filme do ivã para locação tinha as 2 vozes ele normal e morfado!

    ResponderExcluir
  2. A guerra foi realmente uma bela bosta, e daquelas fumegantes. Uma broxada e baita sacanagem com os fãs...a dublagem então, nem se fala(mas até ai, a série toda parece que foi feita via skype). Sobre o surgimento dos sentais nao adaptados, isso agora não vale, por que todos eles agora são rangers de outros planetas que não tinham vindo para a Terra antes(agora como o Gosei conseguiu um "backUp" dos poderes deles é inexplicavel).

    ResponderExcluir
  3. Sem falar que haviam dois TJs ali na batalha, pois ele estava tanto como Turbo Red, quanto Space Blue. Realmente, MUITO MAL EDITADO -.-

    ResponderExcluir