sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Há 30 anos estreava Hikaruon


No começo dos anos 80, a Toei Company estava passando por sua segunda crise de criação de séries tokusatsu. Surgia então em 1982 o clássico Uchuu Keiji Gavan, que foi sucesso quase imediato e é considerado como a salvação financeira do estúdio. O fruto desse sucesso foi a formação da trilogia dos Policiais do Espaço - junto com Sharivan e Shaider, respectivamente em 83 e 84 - até a formação da franquia Metal Hero, no ar pela japonesa TV Asahi até 1999. A mais bem sucedida fase foi a dos Policiais do Espaço e seu legado é vivo na história do tokusatsu, bem como a Família Ultra, por exemplo.

Deste sucesso dos Policiais do Espaço surgia um tributo pelo estúdio AIC (Anime International Company), o mesmo de Tenshi Muyo, El-Hazard, Persona, etc. Em 28 de janeiro de 1987 surgia o OVA Gakuen Tokusou Hikaruon (Investigador Escolar Hikaruon). Com apenas um episódio produzido, a série de OVA mostrava um super-herói trajava armadura sofisticada e empunhava uma espada laser. Elementos vistos especialmente na trilogia dos Policiais do Espaço e também em Jaspion e Spielvan. Porém havia a clara alusão ao Sharivan.

Como o próprio título sugere, não se trata de um herói que veio do espaço. E sim de um humano que investigava casos especiais nas escolas. O protagonista era Hikaru Shihodô, um jovem que investigava numa escola sobre a influência de Uraer contra estudantes que eram induzidos ao suicídio. Sob disfarce, Shinodô era um novo aluno, enquanto sua parceira Azumi Hazuki atuava como professora. Ao se transformar, Hikaru gritava "Rekkuu" e automaticamente se transformava em Hikaruon (sem replay para explicar). Seu veículo era a moto Sparon e suas armas eram a pistola Laser Gun e a espada Justice Blade. Esta última tinha o "Just Bang Break" como golpe fatal .

Clichê é o que não faltava em Hikaruon. O OVA voltado para o público jovem e adulto tinha bad boys, bullying, violência, breves cenas apelativas, além, é claro, de elementos de Gavan, Sharivan e Shaider. Com direito à referências como pose de batalha, dimensão paralela, entre tantas outras.

Hikaruon teve trilha sonora composta pelo grande maestro Chuumei Watanabe, que trabalhou na trilogia dos Policiais do Espaço, além de Jaspion, Spielvan, Jiban, e outras séries clássicas da Toei Company. Mais referência que isso? Akira Kushida é quem canta o tema de abertura do OVA,"Rekkuu! Gakuen Tokusou Hikaruon", ao lado da cantora Kumi Kaneko. O seiyu Shozo Iikuza, conhecido como dublador de vilões das séries Metal Hero como Don Horror (em Gavan), Mao Saiki (Sharivan), Kubilai (Shaider), Satan Goss (Jaspion), Deslok (Spielvan), entre outros, é quem emprestou a voz ao Yomaju. O elenco principal ainda conta com as participações de Toshihiko Seki (o Momotaros de Kamen Rider Den-O e Milo de Escorpião em Os Cavaleiros do Zodíaco) como Hikaru/Hikaruon e Mika Doi (a voz oficial de Julia Roberts, além de participar de várias séries de anime).

Hikaruon ficou popular no Brasil entre o nicho de fãs de tokusatsu por meios alternativos, devido a verosimilhança aos Metal Heroes, que comemoram 35 anos neste ano. Pena que não passou de um episódio e não teve seu próprio universo expandido. Embora tenha sido suficiente para marcar o público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário