quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

EUA estão ultrapassando o Brasil com mais Ultraman

Filme de Ultraman X teve estreia em convenção americana

Enquanto Carranger está para ser lançado nos EUA (veja aqui), os filmes de Ultraman Ginga e Ultraman X também preparam terreno por la. Essa última notícia passou despercebida por muita gente na tokunet brasileira nesse fim de ano e merecia destaque. Dê uma olhada no portal gringo The Tokusatsu Network, onde tem maiores detalhes. Estes novos lançamentos de Ultra na terra do Tio Sam ganham dublagens assim como aqui tiveram os lançamentos da mesma franquia pela Focus Filmes. É preciso que se diga que esta não é a primeira vez que filmes das séries Ultra são lançados nos EUA.

A diferença é que os filmes de Ginga e X pré-estrearam na convenção Comic Book Sci-Fi de Los Angeles no primeiro fim de semana do ano. Algo do tipo jamais aconteceu por aqui com a franquia. Isso porque tokustatsu é bem mais trabalhado, mais rentável e mais cultuado nos EUA do que no Brasil. Não que por aqui não seja, entenda. É que aqui falta um marketing mais agressivo e audacioso para divulgar novos títulos, ditar modas pra nichos, além de promover maior unidade e consciência de uma boa fatia de fãs do estilo.

Em nosso país, o que está salvando o mercado são os canais de streaming. Nos EUA também. Só que, por sinal, o mercado de home-video de séries japonesas continua ultrapassando limites com títulos inéditos e ganhando retorno do público. Aliás, não pense que os americanos ficam presos ao eixo Rider/Sentai. Tem muito mais coisa que foram lançadas por lá como Godzilla, Kyodai Hero, Kamen Rider, etc.

Aqui no Brasil ainda tem alguns lançamentos. Mas de vez por outra sempre tem aquela barreira que não deixa o mercado home-video de tokusatsu crescer. Aqui acolá vemos por aí pessimismo, achismo, desinformação, mimimi, pirataria, saudosismo excessivo e por aí vai. Tá mais que na hora do brasileiro parar de reclamar tanto de barriga cheia e começar a se espelhar nos gringos. Certamente a história poderia mudar.

Vale lembrar que ao todo, as séries Ultra conseguiu ultrapassar as séries Metal Hero com 14 contra 10 (desde Ultra Q até Ultraman Orb). Isso considerando as séries exibidas na TV no século passado até os recentes lançamentos via streaming. Os Ultras se destacam no Brasil também por filmes e gaidens lançados.

Fica minha torcida pra alguma distribuidora começar a pensar grande e investir em mais Super Sentai e Ultraman inéditos. Merecemos, né?

Um comentário: