terça-feira, 28 de janeiro de 2014

24 Horas: A Conspiração


Durante a quarta temporada de 24 Horas, uma série produzida apenas para celular estava circulando entre os fãs da série. 24 Horas: A Conspiração (24: Conspiracy no original) foi lançado nos EUA em 30 de janeiro de 2005. A série possui 24 episódios de apenas um minuto de duração cada. Os eventos ocorriam em tempo real, mas os minutos poderiam ser seguidos ou saltados para o melhor desenvolvimento da trama.



Conspiracy é um spin-off paralelo ao Day 4. Na CTU Washington, o agente federal Martin Kail investiga um misterioso assassinato cometido pela sua ex-parceira Susan Walker. Kail passa a ser auxiliado por seu chefe James Sutton e pela analista de sistemas Kelly. Uma vez que tal conspiração tenha alguma relação com o sequestro do Secretário de Defesa James Heller e de sua filha Audrey Raines em Los Angeles.


Martin Kail, -- o "Jack Bauer" jovem da capital

Susan Walker -- a sedutora fatal

Apesar de ser uma história curta e rápida, 24 Horas: A Conspiração prende a atenção da mesma forma que a série original. A relação entre o Agente Kail e Walker, a dupla lembra ligeiramente a antiga outrora formada por Jack Bauer e Nina Myers nos tempos da primeira temporada. Com o ar de suspeitas bem maiores. O final é surpreendente, porém deixou lacunas abertas quanto ao destino dos personagens principais que estavam apenas de passagem para um período específico e exclusivo de mídia. Ainda sim é tensão e traquicardia garantidas.

James Sutton -- o Agente Especial
encarregado pela CTU Washington


Kelly -- a bela analista
da CTU Washington

No Brasil, 24 Horas: A Conspiração chegou em meados do mesmo ano através da operadora Vivo. A série teve que ser dublada, pois os aparelhos celulares da época não suportavam legendas. A série pode ser vista por aqui através de um box especial raro da quarta temporada de 24 Horas em forma de extras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário