segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Ex-Aid que me perdoe, mas precisa aprender com Ultraman Orb

Kamen Rider Ex-Aid nem começou e já está tendo repercussão negativa pelo público. Isso não é de agora e sim desde o anúncio oficial em julho, quando a Toei revelou o visual

Thunder Breastar, a nova forma de
Ultraman Orb
duvidoso do herói baseado em games. Primeiro de tudo, aqui não é um julgamento prévio sobre o roteiro da série. Isso é impossível, uma vez que estamos a um mês da estreia. Mas vendo o trailer dá pra notar que o ambiente será aquém do víamos até poucos anos atrás na franquia.

Agora veja a foto ao lado e diga se Ultraman Orb está ou não num nível acima de Ex-Aid? A Tsuburaya vem acertando a mão há algum tempo e está dando duro com a atual série Ultra neste ano em que é comemorado os 50 anos da franquia. A começar pelos visual das formas do herói. Na imagem temos a forma Thunder Breaster, resultado da união dos cards do herói Zoffy e do vilão Ultraman Belial. E que visual formidável, hein.

Quem acompanha Ultraman Orb (exibido no Brasil pelo canal de streaming Crunchyroll) sabe que a trama foge do que víamos nas séries Ultra anteriores. Ao contrário da Toei, que sempre fica amarrada nas mesmas muletas (fanservices), a Tsuburaya consegue ser, digamos, mais criativa que sua concorrente. Há ainda um mistério quanto à origem de Orb e aos poucos esse quebra-cabeça vai sendo montado. Durante os episódios lançados até o momento nota-se que a homenagem não se perdeu como num labirinto. Coisa que aconteceu, por exemplo, em Kamen Rider Decade. Apesar da trama do alter-ego Tsukasa Kadoya ter divertido, terminou com várias perguntas sem resposta. Espero que o mesmo mal não aconteça daqui em diante em Ultraman Orb que está indo muito bem.

Agora sejamos honestos. Que expectativa a gente pode tirar de Kamen Rider Ex-Aid? Quase nada. Sendo justo, a série que irá comemorar os 45 anos da franquia criada por Shotarô Ishinomori tem apenas um resquício de apelo. Aquele 1% chamado Asuna Karino, a enfermeira interpretada pela atriz Ruka Matsuda. Nem o trailer lançado na semana passada conseguiu criar um impacto. Parece que tudo será feito na base da comédia e periga cair no excesso de infantilidade. E não venha me dizer que isso é porque é um programa infantil pois não é motivo pra cair a qualidade. Ser um programa infantil não é necessariamente ser um programa ruim

Entenda, não estou dizendo que Kamen Rider Ex-Aid será um programa de péssima qualidade. Como falei acima: impossível de julgar antes mesmo de estrear. Pode se dar bem no futuro? Pode. Tudo depende da equipe de roteiristas. Mas como diz uma velha frase: a primeira impressão é a que fica. Bem, é justamente nisso que a Toei deveria voltar a trabalhar e seguir o exemplo da Tsuburaya. Já Ultraman Orb, tive boas expectativas antes da estreia e me divirto com o que vejo semanalmente. Fora que os fins de noite se sexta-feira são sagrados pra mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário