terça-feira, 30 de agosto de 2016

Esperar por Jaspion numa aventura inédita é uma mera ilusão brasileira

Gavan Type-G e Deka Red irão se encontrar em 2017

Em 2014 eu escrevi um texto aqui no blog sobre expectativas que alguns fãs brasileiros tinham na época sobre uma aparição de Jaspion pro futuro, devido ao anúncio da série Uchuu Keiji NEXT GENERATION. Ou mesmo de Spielvan. Lá disse que expectativas como essa não deveriam ser alimentadas por razões simples e lógicas. Primeiro que Jaspion só apareceria apenas transformado e talvez sem muito proveito, uma vez que Hikaru Kurosaki está afastado da mídia há zilhões de anos e não pretende voltar. E Spielvan teve seu desfecho num futuro bem distante. Hiroshi Watari poderia retornar à pele do herói, mas teria que ter alguma lógica na trama. Bem, lógica é uma coisa que a Toei não sabe o que é, diga-se.

A saída poderia ser colocar protagonistas mais jovens, como foi o caso do herói Geki Jumonji/Gavan Type-G (Yuma Ishigaki). Mas se a gente ver com os olhos da razão vamos perceber que isso não é interessante nem pra Toei nem pro público japonês. O interesse é puramente brasileiro e a produtora jamais iria fazer algo voltado unicamente para um público estrangeiro específico. Isso considerando também que Jaspion e Spielvan tiveram popularidade aquém à trilogia Uchuu Keiji no Japão. Mas não chegaram a ser fracassos (como rezam as lendas urbanas na tokunet brasileira).

Os Policiais do Espaço estão tendo uma sobrevida desde 2012 por ser uma trilogia bem sucedida no Japão. E a mitologia dos heróis ainda tem muito a ser criada e explorada. Não que Jaspion e Spielvan não mereçam, entenda. Mas os Uchuu Keiji tem renome e apelo maior no Japão ao lado de Ultraman e Kamen Rider.

Então, pés no chão, minha gente.

PS: E estou ansioso pra ver os dois filmes com os elencos de Gavan: The Movie e de Dekaranger. Mal posso esperar pelo resultado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário