quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

TV Metrópole comete duas burradas fatais contra os Power Rangers


Semana passada eu comentei sobre o fato da TV Metrópole, da cidade de Caucaia - região metropolitana de Fortaleza-CE - exibir a primeira temporada de Mighty Morphin Power Rangers com episódios com som abafado. Claro que é de um material alternativo que usou imagens do DVD alemão (vide os títulos dos episódios) com a inserção da dublagem gravada nas exibições na TV brasileira.

Nesta semana o canal local cometeu mais um erro. Um não. Dois, que são praticamente a mesma coisa. Anteontem houve uma rede obrigatória de um partido político. Antes disso, a Metrópole passava o sexto episódio de MMPR. A exibição começou atrasada: por volta das 19h12. Como não há horário de verão no Nordeste, o horário político começa pontualmente às 19h30. São vinte minutos de episódio e dois ficaram de fora para cumprir com a lei.

O pior foi nesta quarta (13), quando a emissora demorou cerca de 10 minutos sem exibir nada, devido a um problema técnico. Apenas ficou sua logomarca e prefixo. Power Rangers começou nesse mesmo horário (sendo que o mais "correto" seria entrar às 19h00). O problema é que o canal passou apenas a metade do episódio. A exibição foi cortada às 19h23. Dois minutos depois foi ao ar um informativo das 19h25.

Uma total falta de respeito com o telespectador. Ou senão uma gafe astronômica em plena era digital. Mas estamos falando de uma emissora (legalizada) que exibe qualquer série e desenho sem a detenção de direitos autorais. O mais estranho nisso é que cortaram o episódio para passar um informativo de cinco minutos. E o tal não foi exibido no horário no dia anterior quando teve rede obrigatória partidária. Dá pra entender uma grade de programação assim? Depois dizem que a pontualidade americana e japonesa são apenas culturais, né?

Bom, ganha o fã que tem assinatura da Netflix e pode maratonar esta e outras séries da franquia dos "enlatados americanos fabricados no Japão" assistindo a qualquer hora/lugar e sem cortes. E com qualidade de áudio,diga-se.

Nenhum comentário:

Postar um comentário