sábado, 15 de julho de 2017

Universo de Ultraman Geed tem televisores defasados em plena era digital

A bela guerreira Raiha (Foto: Reprodução/Crunchyroll)

A nova série Ultra começou há uma semana e sua introdução caminhando. No episódio desta sexta (14) surgiu a misteriosa guerreira Raiha Toba que carrega uma espada e esperar algum monstro passar pela frente para cortá-lo ao meio. Seu gênio forte é promissor para a trama. Talvez não seja difícil deixar de lado a lembrança da carismática Naomi Yumeno, vivida pela talentosa Miyabi Matsuura, em Ultraman Orb. Mas a atriz Chihiro Yamamoto, de 20 aninhos (fará 21 no final de agosto), já chama atenção por sua beleza, baixa estatura (155cm) e a intrepidez de sua personagem. Não é nenhum exagero dizer que estamos diante de uma nova musa da franquia.

Falando sério. Uma das coisas que me chamaram atenção no novo episódio foi a diferença do universo de Ultraman Geed. Como comentei em outro post, há uma constante presença de televisores antigos. Tipos aqueles que eram vistos entre os anos 1990 e 2000. Pois bem, até aí a gente pode pensar se tratar de uma história que se passar no passado, certo? Só que se repararmos bem vamos perceber que alguns personagens carregam celulares modernos (Smartphone), como é o caso do próprio Riku Asakura, por exemplo. Veja as imagens:

Riku fala ao celular em...
...plena era com.. TV analógica

A título de curiosidade, o sinal analógico foi extinto no Japão em 24 de julho de 2011. Logo não faria sentido um funcionamento de um aparelho de televisão por lá com qualidade analógica em pleno ano de 2017. O porquê desse elemento é algo que poderemos descobrir mais cedo ou mais tarde com o decorrer da série. Em algum ponto de vista da produção deve fazer sentido, já que o universo de Ultraman Geed tem algo peculiar.

PS: Ainda sobre Ultraman Geed, o fandom se dividiu com a divulgação de um projeto, digamos... pirata da série. Até pouco tempo achávamos que o quadro tinha mudado. E isso não se trata em ser contra as fansubs, fazer mimimi, ir pro lado pessoal, criar tretinha, nem muito menos ser um Ratinho ou uma Cristina Rocha da vida. O que não é o objetivo deste blog, veja bem. O fato é que como fãs devemos apoiar/valorizar os materiais oficiais de tokusatsu que estão por aqui no Brasil e que ainda são escassos. No caso da Crunchyroll (sem propaganda), o acesso é irrisório e qualquer um pode pagar a assinatura e ver os episódios saindo uma hora após a exibição japonesa. A experiência é legal e todo mundo sai ganhando com isso.

PS 2: Felizmente há fansubs que são coerentes e apoiam esses materiais sem fins lucrativos e/ou esperar algo em troca. Tudo porque curtimos, divulgamos e queremos ver tokusatsu com qualidade e dinamismo que o streaming oferece de forma justa. 😏

6 comentários:

  1. Não vejo tanto problemas assim em disponibilizarem a série sendo que a própria Tsuburaya faz isso. Apoiar em um país como os Eua é uma coisa, salarios bons e preços baratos para material oficial. Mas num país pobre e em grave crise como o Brasil,não vejo tanto problema em alguém baixar sua série a só querer se divertir por alguns minutos. Também apoio material oficial quando posso, mas as proprias empresas no Brasil querem levar vantagem, como no caso do box do Ultraseven, que é dual layer nos Eua e aqui lançaram em discos single layer, acabando com a qualidade de imagem, me arrependi profundamente de comprá-lo e me restou baixar na net com qualidade bem superior.
    Além disso, o fansub não está ganhando nada com isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bond, você vai me desculpar, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra. Uma coisa é a Tsuburaya disponibilizar em seu canal, pois o material é oficial. Logo cada episódio fica no ar apenas uma semana (o mesmo acontece com o Ultra Fight). Outra coisa alguém resolver lançar a série sem ter direitos de transmissão, sendo que a mesma tem direitos no Brasil em meio oficial - e com preço acessível (como citei acima). O preço de uma assinatura mensal da Crunchy é igual em todos os países onde o serviço opera: $5. Ou seja, R$15. O que é uma "arara vermelha" e uma "garça violeta" juntas, né? Um ingresso de cinema. Num país em crise como o nosso tem gente que paga o dobro/triplo pra assistir um filme no cinema com qualidade IMAX e nessas horas ninguém reclama nem dorme no ponto. True story.

      Sobre o DVD do Seven, sinceramente eu gostei e a imagem é melhor que os alternativos. É praticamente igual ao DVD americano, se a gente comparar nos vídeos da Shout! Factory. Melhor do que elas, só o blu-ray da série. Nos EUA as boxes de DVDs de tokusatsu são mais caras do que aqui, acredite. Lá os fãs apoiam não poder "poder aquisitivo" e sim porque o público é mente aberta. Aqui no Brasil a luta pra conscientizar o povo é uma dureza.

      Excluir
    2. Vale lembrar que esse argumento de "a própria Tsuburaya disponibiliza gratuitamente no canal do youtube" é uma grande falacia, uma vez que os episódios ficam disponíveis apenas por uma semana e sem nenhuma legenda (justamente para incentivar as pessoas a procurarem o material legalizado com legendas e tudo mais), além disso, não é "gratuitamente" todas as visualizações são monetizadas, logo, querendo ou não a empresa está faturando sim em cima do conteúdo. Para completar, aqui vai um desafio para os defensores desse argumento: tentem postar esses episódios "gratuitamente" no Youtube e me digam depois se vocês não levaram um strike por postar conteúdo licenciado.

      Excluir
    3. Os dvds da Shout são de camada dupla, o brasileiro é simples, logo a compressão é horrivel, tem quadriculado demais.

      Excluir
  2. Concordo com o colega Bond os DvDs do Ultraman e Ultraseven lançados aqui no Brasil estão horríveis ! A arte da capa do Box do Seven então.... Mas tem sim muitos quadriculados ! Até episódios que tenho com a imagem de VHS da época do Regresso de Ultraman estão mais aceitáveis ...Eu apoio Material oficial sim !! Mas desde que tenha qualidade...algo que não acontece.....na maioria .. Quer um exemplo : Tem um dos filmes dos Ultras lançados aqui oficial hein !!!!! Que tem um corte em uma cena de luta..só quem viu o original vai perceber...eu me desfiz na hora só aproveitando a capinha....pode isso ! Esse então e o material lançado para nos aqui.

    ResponderExcluir