segunda-feira, 10 de julho de 2017

Seiji Yokoyama era gênio e fazia música com alma

Seiji Yokoyama deixou um legado através de séries como Metalder e Cavaleiros do Zodíaco

Ele foi um dos músicos mais brilhantes que já passaram pelo cenário. No Brasil ele é conhecido pelas BGMs de Os Cavaleiros do Zodíaco. Trabalho feito com primazia e que evoluiu na saga de Hades. Não tem como assistir Seiya e cia e não se emocionar, principalmente com as trilhas mais contemplativas. No Japão, Seiji Yokoyama é conhecido trilhas sonoras de diversos clássicos como Captain Harlock, Megaloman e Ohranger.

Teve poucos trabalhos nas séries tokusatsu, porém significativos. Sendo em Metalder o mais marcante. A trilha sonora casava perfeitamente com as situações dramáticas e sombrias que giravam em torno do Homem-Máquina. Apesar do tom melancólico, a trilha sonora ainda emociona com maestria a quem assistiu a uma das melhores séries do gênero. Poética, a trilha sonora de Seiji Yokoyama teve seu momento ápice nos minutos finais da série Metal Hero de 1987. Inesquecível para quem teve oportunidade de acompanhar.

As mesmas trilhas de Metalder foram reaproveitadas em Winspector (de 1990). Apesar de entranho no começo, não demora muito para as conhecidas BGMs do Homem-Máquina caiem como uma luva na trama policial. Seiji também compôs trilhas sonoras próprias para esta série Metal Hero, mas as mesmas trilhas de Metalder souberam combinar com as situações e de maneira própria. Impossível não lembrar referências, principalmente nos episódios 38 e 39, de Winspector, quando os temas de encerramento e abertura são "cantarolados".

Seu trabalho de qualidade inigualável é um legado para os fãs de anime e tokusatsu.

Um comentário: