quarta-feira, 5 de julho de 2017

Kamen Rider W em mangá

A Toei anunciou neste fim de semana uma sequencia da série tokusatsu Kamen Rider W em mangá. O herói 2 em 1 foi o primeiro da atual fase "Neo Heisei" iniciada em setembro de 2009, logo após o final de Kamen Rider Decade. A série se chamará Futo Tantei (Detetives de Futo) e as edições serão semanais e começam a serem publicadas a partir de 8 de julho pela revista Weekly Big Comic Spirits.

O roteirista Riku Sanjo e o designer Katsuya Terada, que haviam trabalhado na série de TV, revisitam a mitologia neste mangá. Além disso, Masaki Sato fornecerá a obra de arte para a série. Por fim, Hideaki Tsukada, que produziu W e Kamen Rider Fourze, supervisionará esta série.

Os acontecimentos ocorrem logo após o fim da série. Uma força misteriosa chega à fictícia cidade de Futo. A dupla de detetives Shotarô Hidari e Philip voltam à ação para proteger a cidade do vento.

Kamen Rider W (leia: Double) foi a décima primeira série da franquia Kamen Rider na atual era Heisei. Junto com Kamen Rider Decade, a série comemorou o décimo ano das séries Heisei, ocupadas na faixa dominical das 8h da manhã. Este serviu como projeto de outono destas comemorações. A fase Neo Heisei Kamen Rider, iniciada por W, tem a pretensão de permanecer no ar até meados de 2019, como mostrado num vídeo promocional da série. Teve 49 episódios pra TV, 7 filmes para o cinema e dois direto-para-vídeo, além de um game para a plataforma Wii e uma série no formato mini-drama. A dupla Shotarô & Philip foram interpretados respectivamente pelos atores Renn Kiriyama e Masaki Suda. Ambos podem ser vistos em outras produções como os respectivos dramas Switch Girl!! e 35-sai no Koukousei, disponíveis no Brasil pelo canal de streaming Crunchyroll.

O mangá Futo Tantei ainda não tem previsão para lançamento no Brasil.

2 comentários:

  1. Confesso que fiquei um pouco decepcionado quando soube que a sequência de W, anunciada há algumas semanas, seria através de um mangá.

    Não que a ideia não seja interessante, mas a probabilidade de vermos essa obra traduzida é muito pequena, para não dizer inexistente (ao menos em relação a um lançamento oficial).

    De qualquer forma, espero que o mangá seja bom e, quem sabe, motive outras obras parecidas.

    É curioso reparar que nos últimos dias tivemos dois anúncios de tokusatsu que serão transpostos para outras mídias: além do mangá do W, teremos um anime baseado em Gridman.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ricardo. Por um lado fiquei feliz, pois sou fã do Kamen Rider W. Um dos meus favoritos dos Heisei Riders. Por outro lado eu também não espero que venha pra cá nem que seja traduzido por meios alternativos. É um tipo de material raro pra nós brasileiros. Felizmente o mangá ULTRAMAN é uma exceção. Quanto ao Gridman, fico no aguardo e tenho mais esperanças de vir pra cá através de algum canal de streaming. Tomara. Abraços.

      Excluir