quinta-feira, 21 de julho de 2016

Sana 2016 - Parte 1: O brilho da estrela Ultra e uma aparição inesperada de um Metal Hero

O grupo Henshin Gattai no Sana 2016

Se eu contar apenas as edições de julho essa é a décima consecutiva em que frequento o evento. Somado com as edições de janeiro (a primeira edição do Sana Fest foi em 2008) esta é a décima nona. Bom, o Sana 2016 foi algo inesquecível. Antes do evento começar, 99% foram os trabalhos do grupo Henshin Gattai em parceria com os setores Sana Tokusatsu e Sana Nostalgia. Mas aquele 1% foi mais que especial. Teve um toque de anjo. Ou melhor, um toque de uma deusa.

Sana 2016 - Parte 2: O encanto de Yumi Matsuzawa e um tributo ao eterno digiescolhido

Eu estive apenas no domingo trabalhando como palestrante. Sempre ao lado de amigos, revi alguns outros também e o dia foi bem corrido. Aquele dia foi duplamente especial. O primeiro motivo foi porque 17 de julho foi o dia dos 50 anos da estreia de Ultraman pela emissora japonesa TBS (que exibiu diversas séries da franquia até Ultraseven X). Eu e meu fiel escudeiro Wylcker Fernandes tivemos essa difícil tarefa de conduzir uma palestra que iria homenagear a Família Ultra.


A palestra dedicada aos 50 anos de Ultraman (Foto: Jonathan Liart)

Foram meses de trabalho e empenho, apesar da correria e até de imprevistos. Quem ficou até o fim, curtiu bastante. Falamos não só sobre a série original, mas também abordamos sobre o "deus do tokusatsu" Eiji Tsuburaya, a origem das séries com Ultra Q, e falamos sobre a divisão das eras Showa e Heisei na franquia. Além de filmes e séries fora da TV. Fizemos também uma homenagem com um vídeo que mostrava outras produções de tokusatsu da Tsuburaya como o infantil Kaiju Booska (atualmente em reprise no Japão), Mighty Jack, Kaiki Daisakusen, Mirrorman Fireman, Redman (o clássico "serial killer vermelho" que está dando o que falar no outro lado do mundo), Andro Melos, etc. Infelizmente acabamos não tendo tempo pra passar o último vídeo que seria uma homenagem aos dubladores brasileiros que trabalharam nas séries Ultra. Quem sabe numa próxima palestra, né? Quero continuar divulgando as séries Ultra e mostrar que tokusatsu não se resume apenas à era Manchete nem Rider/Sentai. Tem muita coisa legal e Ultraman é algo obrigatório para quem diz ser fã de tokusatsu.

Ah, ainda sobre esta palestra, fiquei sabendo pelo nosso coordenador Herick Holanda que quem estava de passagem e parou pra ver nossa palestra foi o cantor Takayoshi Tanimoto, que por sinal também curte Ultraman. (Schwatch!) Fiquei muito feliz quando eu soube e isso me motivou ainda mais a seguir em frente.


O palestrante Henrique como Hayato Kano,
de Exceedraft
Enfim, participei de uma outra palestra que falava sobre a influência do tokusatsu no mercado norte-americano. Desta vez junto com meus nobre amigos Carlos Henrique, Diego Pontes e Júlio Cavalcante. Procuramos explicar sobre as adaptações que ocorrem por lá nos EUA (Power Rangers, Troopers, Beetleborgs, Tir Na Nog, etc), sem deixar de mencionar produções originais do Japão que foram e ainda são lançadas na terra do Tio Sam.

Também servi nos slides da palestra sobre o Digimon Adventure no espaço Sana Nostalgia, enquanto os demais estavam palestrando. O motivo desta palestra era um tributo ao cantor Koji Wada, que faleceu em abril passado e contribuiu para diversos temas de abertura e inserção da franquia.

Voltando sobre o espaço tokusatsu do Sana, o nosso companheiro Henrique nos surpreendeu fazer o cosplay do personagem Hayato Kano, o Draft Redder de Exceedraft. Agora, o que ninguém contava era que Henrique vestiria a armadura do Redder. Isso mesmo. Foi uma surpresa pra todo mundo e nem nós da HG sabíamos disso. Falei depois pro Henrique que ele é uma caixinha de surpresas e que ele é o nosso Shigeru Kagemaru. Tanto o traje civil quanto a armadura estava praticamente idêntica ao da série Metal Hero de 1992. Veja como foi a aparição de Redder no espaço:



Só tenho que agradecer mais uma vez ao nossos coordenadores Marcus Henrique e Herick Holanda pela confiança e apoio ao grupo Henshin Gattai. Também quero agradecer ao mestre Danilo Modolo do canal TokuDoc, ao grande Raphael Maiffre do Ultraman Brasil e ao meu parceiro jornalista Diego Amorim da Rádio Shalom pelo apoio nas divulgações. Em janeiro estaremos de volta e vamos começar a preparar novos temas para o Sana Fest.


E aquele 1% do evento, hein? Bem, essa história eu conto na segunda parte do meu relato sobre esta maravilhosa edição do Sana. Por enquanto, veja um clipe que resume o que rolou no espaço Sana Tokusatsu 2016:

4 comentários:

  1. Só corrigindo: os Cavaleiros Místicos de Tir Na Nog não foi uma adaptação mas uma série 100% original da Saban misturando elementos
    do tokusatsu com fantasia estilo Tolkien(a única colaboração japonesa
    foram algumas fantasias de monstros da Toei recicladas).Por causa de
    seu custo mais alto Tir Na Nog teve sua segunda temporada cancelada
    para seu orçamento ser usado para Power Rangers Lost Galaxy manter
    o tema espacial de sua série anterior.

    ResponderExcluir
  2. Sei disso, Anderson. Citei mesmo como parte de um spin-off de Power Rangers e adaptações. Tir Na Nog foi uma série tokusatsu 100% original da Saban.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite!!
    É uma grande alegria ver a paixão que vc e tantos outros demonstram em relação as séries tokusatsus,sobretudo a franquia Ultraman ao qual tenho enorme paixão e lá se vão 38 anos de algo que tende a crescer e brilhar intensamente!!
    Acompanho este blog já algum tempo e fico muito feliz de ver que outras pessoas consigam ver os Ultras além das roupas de borracha e maquetes...
    Desejo a ti todo o sucesso e que continue com este cuidado e respeito as séries japonesas...
    Sinto uma inveja danada de todos vcs que participaram aí do Sana...
    Que clima bacana e nostálgico...
    Parabéns pelo blog!!!
    E que a Estrela de Ultra continue brilhando intensamente na vida de todos!!
    Amazons,Contos do Garo,Orb...
    2016 tem sido excelente...
    Um abraço!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Claudio. Tudo bem? Muito obrigado pelo prestígio. Com certeza esse foi uma das melhores edições da sala temática de tokusatsu do Sana. E ainda nesse semestre vai pintar mais resenhas sobre Ultraman. O cinquentenário passou, mas as comemorações continuam aqui no blog. Um grande abraço.

    ResponderExcluir